Consultório

Av. Dr. João Canavarro nº348 2ºAndar Sala 13, Vila Do Conde
Consultório privado [Contacto: psi.humanista@sapo.pt] (mapa)

Nessa morada não é possível marcar consulta online

Pedir calendário de consultas

Experiência

Sobre mim

Psicólogo Clínico e da Saúde Pós-Graduado em Psicopatologia do Adulto Pós-Graduado em Intervenção Psicoterapêutica e Orientação Psicodinâmica Pós-G...

Mostrar a descrição completa


Opiniões

Sem opiniões de pacientes

Este especialista não tem nenhuma opinião dos pacientes da Doctoralia. Seja o primeiro em deixar uma!

Poste a sua opinião

Serviços e preços

Hipnose clínica

40 €


Av. Dr. João Canavarro nº348 2ºAndar Sala 13, Vila Do Conde

40 €

Consultório privado [Contacto: psi.humanista@sapo.pt]


Terapia de Casal

40 €


Av. Dr. João Canavarro nº348 2ºAndar Sala 13, Vila Do Conde

40 €

Consultório privado [Contacto: psi.humanista@sapo.pt]


Avaliação Psicológica

40 €


Av. Dr. João Canavarro nº348 2ºAndar Sala 13, Vila Do Conde

40 €

Consultório privado [Contacto: psi.humanista@sapo.pt]


Primeira consulta Psicologia

40 €


Av. Dr. João Canavarro nº348 2ºAndar Sala 13, Vila Do Conde

40 €

Consultório privado [Contacto: psi.humanista@sapo.pt]


Coaching Psicológico

40 €


Av. Dr. João Canavarro nº348 2ºAndar Sala 13, Vila Do Conde

40 €

Consultório privado [Contacto: psi.humanista@sapo.pt]


Check-up de saúde mental

40 €


Av. Dr. João Canavarro nº348 2ºAndar Sala 13, Vila Do Conde

40 €

Consultório privado [Contacto: psi.humanista@sapo.pt]


Consulta psicológica para adultos

40 €


Av. Dr. João Canavarro nº348 2ºAndar Sala 13, Vila Do Conde

40 €

Consultório privado [Contacto: psi.humanista@sapo.pt]

Opiniões

Sem opiniões de pacientes

Este especialista não tem nenhuma opinião dos pacientes da Doctoralia. Seja o primeiro em deixar uma!

Poste a sua opinião

Dúvidas solucionadas

4 dúvidas de pacientes solucionadas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Psicoterapia

    A psicoterapia normalmente tem resultados duradouros e permanentes? Ou requer que a pessoa passe a vida toda em consultas? Opiniões sinceras por favor pois infelizmente não tenho possibilidade para passar a vida toda em consultas...

    Bem haja,

    A consolidação de resultados ou a remissão a um estado pré-mórbido depende de alguns factores os quais incluem o tipo de psicoterapia, a natureza particular dos problemas em questão e o comprometimento para com a mudança. Sabe-se por meio de estudos com seguimento (follow-up) que modalidades de psicoterapia conseguem remissões da condição mórbida por períodos de tempo significativos (em alguns casos 6 meses, em outros 1 ano, em outros 2) dependendo da própria natureza da investigação. Pontualmente, estudos de caso único publicados em livro ou em artigo mencionam mudanças que se mantém por um período de anos ou até tanto quanto o clínico consegue averiguar. A saúde mental é como a saúde física.

    Estou convicto que com as ferramentas necessárias pode-se manter uma estabilidade sana e que o uso regular de tais ferramentas pode-se manter esse equilíbrio mesmo após uma alta terapêutica. O acompanhamento psicológico e também psiquiátrico são fundamentais, mesmo, como check-up para evitar reincidências ou o surgimento de outras condições.

    Relembro que a permanência em psicoterapia dependerá de um conjunto de factores e a prática clínica revela que nem toda a gente tem o mesmo 'timing'.

    Votos para que corra tudo pelo melhor.

    Melhores cumprimentos.

    Dr. João P. Ferreira da Silva

  • Pergunta sobre Transtorno Obsessivo-Compulsivo

    Tenho pensamento obsessivo e muitas vezes paranóico.. Sempre tive... 2 anos em psicoterapia em diferentes psicologos e isto não muda... Ja virei a minha infância ao contrario, não posso meditar pois aumenta a minha sensação de despersonalização, não tenho traumas nem fobias... não ha nada a fazer a teraia cognitivo comportamental não funciona de todo pois a minha mente apodera-se de mim.. A terapia ainda me desgasta mais mentalmente e custa-me muito financeiramente pagar as consultas. gostava de um psicologo honesto que me diga a verdade, em muitos casos a psicoterapia não resolve certo? Tenho uma coleção de sintomas de ansiedade mas todos moderados nada extremo... Não quero antidepressivos... O melhor é aceitar esta condição afinal de contas ha coisas bem piores certo? Mais vale ansioso com algum dinheiro no bolso que ansioso sem um tostão xD

    Bem haja.

    A investigação, sobretudo, estudos de seguimento ('follow-up') sugerem que psicoterapias diferentes têm níveis de eficácia diferente e a psicoterapia cognitivo-comportamental é concensualmente tida como uma terapia de curto-médio prazo, para um leque de questões específicas.

    Agora, há um par de pontos que convém serem reflectidos:
    - Nem todos os psicólogos são psicoterapeutas e entre psicólogos não psicoterapeutas, muitos terão uma formação complementar em técnicas ou temas de psicoterapia mas que não faz destes psicoterapeutas;
    - Para condições mórbidas e crónicas a psicoterapia pode ser mais aconselhável do que a prática de aconselhamento psicológico que é comum a todos os psicólogos.

    As próprias sociedades de psicoterapia poderão encaminhar alguém para um psicoterapeuta credenciado. Recentemente, a própria Ordem dos Psicólogos Portugueses já diferencia os seus membros e disponibiliza informações sobre psicólogos psicoterapeutas.

    Geralmente, é possível que uma dada psicoterapia não seja apropriada para um dado cliente e, por isso, o encaminhar ou o procurar de outra modalidade psicoterapêutica poderá ser o ideal. Algumas modalidades de psicoterapia poderão ser longas mas ter efeitos robustos e duradoiros.

    Ouso, também, dizer que não tem que aceitar ou deixar de aceitar a condição que possa ter. Uma mudança, uma autêntica mudança, surge quando alguém se compromete com um dado resultado. Se não aceita a condição e procurar outra modalidade terapêutica, estou confiante de que poderá encontrar uma solução adequada e mudar os aspectos que forem propícios para mudar. Se não aceitar, também é certo que poderá viver com a condição, quiçá com uma visão diferente da mesma.

    O problema das remissões das condições mórbidas é que poderão não ser totais; são remissões que acontecem, mas, em determinados casos, não o chegam a ser totalmente. O importante é ter os recursos necessários e manejá-los para que não se calque os limites que se achou não deverem ser calcados.
    O tratamento psicofarmacológico a par de psicoterapia é uma boa ajuda. Habitualmente, uma posologia do fármaco adequada ao trabalho psicoterapêutico ajuda à consolidação dos ganhos terapêuticos ao delimitar a interferência de emoções e cognições mais disruptivas na terapia. É comum que o desmame do fármaco acompanhe o processo de psicoterapia quando o psiquiatra e o psicoterapeuta trabalham em conjunto.

    Votos que corra tudo pelo melhor.

    Melhores cumprimentos.

    Dr. João P. Ferreira da Silva

Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Psicólogo Clínico e da Saúde Pós-Graduado em Psicopatologia do Adulto Pós-Graduado em Intervenção Psicoterapêutica e Orientação Psicodinâmica Pós-G...

Mostrar a descrição completa


Especializações

  • Aconselhamento
  • Psicologia Clínica
  • Hipnose
Veja mais