Consultórios (2)

Pc D. Filipa Lencastre 22, 2º andar - sala 28, Porto
Psicologia Directa


Atende: adultos
Dinheiro, Cartão de crédito
22 832..... Mostrar número


Avenida João Cruz 160,1º-D-F, Bragança
Clínica Largo Da Estação

Este especialista não disponibiliza reservas online nesta morada

Atende: adultos, crianças a partir dos 6 anos de idade
Dinheiro
273 31..... Mostrar número


Experiência

Sobre mim

Licenciado pela Universidade do Minho com mais de 10 anos de experiência profissional, as principais áreas de atuação em psicologia clínica e psicoter...

Mostrar a descrição completa

Condições médicas tratadas

  • Ansiedade Da Separação
  • Anorexia Nervosa
  • Transtornos Da Personalidade
Mostrar mais doenças

Escolas

  • Licenciatura em Psicologia Clínica, Universidade do Minho, 2006
  • Mestrado em Gestão de Recursos Humanos, Universidade do Porto, 2011
  • Pós-graduação em Sexologia e Terapia de casal, Instituto Português de Psicologia, 2015
Veja mais

Especializações

  • Psicologia Clínica e da Saúde
  • Psicoterapia
  • Coaching
Veja mais

Fotos


Vídeos


Competências linguísticas

Português, Inglês, Francês, Espanhol

Serviços e preços

Valores para pacientes sem plano de saúde

Pc D. Filipa Lencastre 22, 2º andar - sala 28, Porto

40 €

Psicologia Directa


Avenida João Cruz 160,1º-D-F, Bragança

40 €

Clínica Largo Da Estação



Pc D. Filipa Lencastre 22, 2º andar - sala 28, Porto

45 €

Psicologia Directa


Avenida João Cruz 160,1º-D-F, Bragança

45 €

Clínica Largo Da Estação



Pc D. Filipa Lencastre 22, 2º andar - sala 28, Porto

40 €

Psicologia Directa


Avenida João Cruz 160,1º-D-F, Bragança

40 €

Clínica Largo Da Estação



Pc D. Filipa Lencastre 22, 2º andar - sala 28, Porto

45 €

Psicologia Directa


Avenida João Cruz 160,1º-D-F, Bragança

45 €

Clínica Largo Da Estação



Pc D. Filipa Lencastre 22, 2º andar - sala 28, Porto

45 €

Psicologia Directa


Avenida João Cruz 160,1º-D-F, Bragança

45 €

Clínica Largo Da Estação



Pc D. Filipa Lencastre 22, 2º andar - sala 28, Porto

45 €

Psicologia Directa


Avenida João Cruz 160,1º-D-F, Bragança

45 €

Clínica Largo Da Estação



Pc D. Filipa Lencastre 22, 2º andar - sala 28, Porto

65 €

Psicologia Directa


Avenida João Cruz 160,1º-D-F, Bragança

65 €

Clínica Largo Da Estação

5

Classificação geral
7 opiniões

  • Pontualidade
  • Atenção
  • Instalações
Todas as opiniões são importantes, por isso os especialistas não podem pagar para alterar ou excluir uma opinião. Saiba mais.
D
Paciente verificado
Consulta marcada na Doctoralia.com.pt Local: Psicologia Directa Psicoterapia

Foi a primeira vez que estive numa consulta de psicoterapia. Superou as minhas expectativas; atencioso, perspicaz, transmite uma paz enorme. Continuarei a ser seguida pelo Dr. Hélio! Excelente em
Tudo!


J
Local: Psicologia Directa

É uma pessoa extremamente profissional, ajudou-me bastante com os meus problemas.
Dá excelentes dicas não só para controlar ansiedade / depressão mas tambem a nivel vocacional para melhor encontrar-mos uma solução para o nosso futuro.
Só tenho coisas boas a falar das consultas.


M
Paciente verificado
Local: Psicologia Directa

Psicoterapeuta íntegro, honesto, e bastante profissional. O tratamento foi bastante efectivo, sendo que as sessões permitiram conhecer-me melhor e obter insights sobre a origem de alguns problemas. Recomendo vivamente as consultas de psicoterapia do Dr. Hélio.


P
Paciente verificado
Local: Psicologia Directa

O Doutor Borges e uma pessoa a escuta e de bons concelhos.
Senti-me em confianca, o que me permitiu falar do meus problemas livremente.
Recomedo

Dr. Hélio Borges

Muito obrigado pela sua confiança.


P
Paciente verificado
Local: Psicologia Directa

Fui muito bem atendido senti-me ouvido e compreendido. Consegui ultrapassar os meus problemas de ansiedade e os meus traumas passados.


P
Local: Psicologia Directa

Excelente profissionalismo e atendimento, recomendo.


P
Local: Psicologia Directa

Ajudou-me quando mais precisava... Recomendo vivamente. Além de ser muito atencioso é um excelente profissional.


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas solucionadas

28 dúvidas de pacientes solucionadas na Doctoralia

Boa noite, já há muitos anos (mais de 10) que sofro com depressão, ansiedade e quando fiz 18 anos foi-me diagnosticado Transtorno de Personalidade Borderline. Desde os meus 17 anos que não consigo fazer quase nada: desisti dos estudos, não consigo manter um trabalho e passo os dias em casa, muitas das vezes sem conseguir sequer sair da cama para fazer o que quer que seja. Estou farta de estar assim, por vezes tenho crises em que não consigo parar de chorar, sinto muita raiva e tenho pensamentos suicidas. Tomo medicação, já passei por vários psicólogos, psiquiatras e até hipnoterapeutas e nada ajudou, principalmente porque acabo por sentir ansiedade e desisto das consultas, assim como aconteceu com os estudos e trabalho. Não consigo mais viver assim, pensei que uma boa opção seria o internamento pois assim teria horários (coisa que não tenho), terapia que não podia deixar de frequentar como tem vindo a acontecer. Penso que uma intervenção mais intensiva pudesse levar a melhoras. Tenho medo que qualquer médico/psicólogo vá dizer-me que não e eu vou continuar como já estou para sempre. Como devo proceder em relação a isto do internamento? Devo falar com que tipo de profissional de saúde?

Boa tarde. De acordo com a descrição de sintomas que fez será difícil um profissional de saúde autorizar o seu internamento pois esta prática é só usada em último recurso. Necessitará de uma equipa multidisciplinar de profissionais de saúde composta por médico, psiquiatra e psicólogo para a acompanhar. Em psicologia seria necessário numa primeira fase que tenha consultas semanais para reduzir a probabilidade de desistir e obter melhorias mais rápidas . É importante referir que a depressão e ansiedade podem ter questões hereditárias e genéticas associadas sendo em muitos casos necessario a toma de fármacos para o resto da vida.

Dr. Hélio Borges

Pergunta sobre %{category_name}

De forma a confirmar a existência de um Transtorno obsessivo-compulsivo, a que especialidade se deverá recorrer em primeiro lugar, psicologia ou psiquiatria?

Obrigado.

Como foi referido pelos meus colegas depende da intensidade dos sintomas. Se estes forem muito intensos terá de recorrer a um psiquiatra. Caso os sintomas sejam leves ou moderados o recurso a um psicólogo será suficiente. A terapia cognitivo-comportamental apresenta bons resultados no tratamento deste tipo de perturbação.

Dr. Hélio Borges

Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Licenciado pela Universidade do Minho com mais de 10 anos de experiência profissional, as principais áreas de atuação em psicologia clínica e psicoter...

Mostrar a descrição completa

Condições médicas tratadas

  • Ansiedade Da Separação
  • Anorexia Nervosa
  • Transtornos Da Personalidade
Mostrar mais doenças

Escolas

  • Licenciatura em Psicologia Clínica, Universidade do Minho, 2006
  • Mestrado em Gestão de Recursos Humanos, Universidade do Porto, 2011
  • Pós-graduação em Sexologia e Terapia de casal, Instituto Português de Psicologia, 2015
Veja mais

Especializações

  • Psicologia Clínica e da Saúde
  • Psicoterapia
  • Coaching
Veja mais

Certificados


Fotos


Vídeos


Competências linguísticas

Português, Inglês, Francês, Espanhol

Contas das redes sociais


Publicações

Publicações (5)

Pesquisas relacionadas