bom dia! Desde Abril do ano passado que Sofro de transtorno de ansiedade generalizada causada por e
9 respostas
bom dia!
Desde Abril do ano passado que Sofro de transtorno de ansiedade generalizada causada por excesso de trabalho e por um companheiro com quem estou à 12 anos que desde à 2 anos para cá só sabe criticar tudo o que faço, anda sempre arrogante e mal disposto, mudei de trabalho e estou medicada com paroxetina 20 (manha) e sedoxil e à noite 1 comprimido de quitipina e inderal 10 3 x dia. Estou a tentar reduzir aos poucos a medicação uma vez que mudei de trabalho e as coisas melhoraram relativamente. O meu problema é o meu companheiro que se torna insuportável pois está sempre de mal com a vida e descarrega em mim. não sei como resolver este assunto pois é certo que é isto que me faz ter crises ainda de ansiedade. Eu acho que ele é bipolar por causa das duas variações de humor. Não sei o que fazer... já pensei na separação mas ameaçou-me logo caso eu fizesse isso, quero ficar bem pois tenho uma menina com 12 anos para criar que é o meu porto de abrigo. Ajudem-me... o que devo fazer? Obrigada
Não parece bipolar (a bipolaridade tem a ver com episódios mais longos). É apenas um homem que anda perdido no meio das mulheres interessantes com que vive. Que tal uma terapia conjugal/familiar?

Sugiro sessões de psicoterapia para desenvolver estratégias para lidar com a ansiedade e refletir sobre os motivos que a levam a ceder às ameaças e manter-se em um relacionamento com tantos pontos de insatisfação.
Ao dispor

Terapia de casal ou mesmo familiar sem dúvida ainda que depois possam ser acompanhados individualmente se assim se justificar. Nesta fase, é importante que consigam parar e ouvirem-se sem esquecer que há uma menina que com certeza já percebeu que há algo que não está bem lá por casa. Sugiro que não adiem demasiado: insistir e adiar soluções poderá agravar a instabilidade que ambos sentem.

A terapia de casal poderá ajudar-vos ao nível da comunicação, de perceberem que objectivos em comum e planos existem (enquanto casal e família) e desenvolverem novas estratégias para o futuro se for o desejado por ambos. A psicoterapia individual poderia ajudá-la a sentir-se mais capaz e fortalecida para lidar com as problemáticas e desafios da vida, seja com o trabalho, o relacionamento ou outras questões. A ansiedade em parte baseia-se numa percepção de incapacidade para lidar com o "perigo" sentido nas diversas situações. Mesmo que racionalmente saiba ter essas capacidades.
Tudo serão questões a explorar individualmente com o profissional que escolher.
Ao dispor.

Concordo com os pareceres dos colegas, alertando que a manutenção de forma prolongada desta situação pode acarretar mal trato psicológico acentuando sintomatologia em si e na sua filha. Será importante sensibilizar o seu marido para a terapia de casal para trabalharem um definição comum do problema e promover uma busca de soluções. Se o seu marido não mostrar disponibilidade e a situação persistir será importante procurar ajuda para conseguir fazer a separação de modo a não receber ameaças. A APAV pode ser uma boa ajuda. Ao dispor do que necessitar.

Bom dia. Viver em tamanho sofrimento é muito desgastante. A Psicoterapia de Orientação Psicanalítica, é, segundo a minha convicção profissional, o melhor investimento que um ser-humano pode fazer por si próprio. Por Amor por Si, dê-se ao direito... faça um processo de análise, procure um/a psicóloga/o nesta área. As melhoras, Paula Henriques

Ola bom dia.
A partir do que conta fico com a impressão de que se encontra numa relação difícil, geradora de intenso sofrimento e que necessita de um local apropriado para ser Pensada.
Parece-me adequado num primeiro momento procura ajuda psicoterapeutica individual para poder compreender melhor a situação, qual o seu papel e o que haverá a fazer.
Posteriormente, se lhe fizer sentido, poderá pensar numa psicoterapia de casal.
Encontro-me ao dispor para mais questões ou outro tipo de ajuda.
Até breve!

Boa tarde,

Antes de mais entendi que a situação em que se encontra seja bastante dolorosa e limitadora. Contudo, por ser uma situação com algumas condicionantes bastante delicadas e sensíveis , considero que as deva tratar com um profissional que a possa ajudar a desenvolver estratégias que a encaminhem para a melhor solução.
Desejos de que alcance a Paz que necessita.

Neste caso aconselho uma terapia de casal. Costuma resultar.
Ao seu dispor

Especialistas

Adoindo Pimentel

Adoindo Pimentel

Psiquiatra

Adrián Gramary Cancelas

Adrián Gramary Cancelas

Psiquiatra

Fânzeres

Adriana M Horta

Adriana M Horta

Psiquiatra

Vila Nova de Gaia

Adriano S Vaz Serra

Adriano S Vaz Serra

Psiquiatra

Coimbra

Agnelo Marques Silva

Agnelo Marques Silva

Psiquiatra

Águeda

Alberto C F Gomes Santos

Alberto C F Gomes Santos

Psiquiatra

Porto

content.questions.show.related_questions

Tem perguntas?

Os nossos peritos responderam a 121 perguntas sobre Transtornos Da Ansiedade

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anónima.
  • Faça uma pergunta médica clara e seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um médico específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico ou serviço de urgências.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade médica dos médicos a quem quer fazer perguntas
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.