Consultório

Avenida da Liberdade, 615, 1o andar, sala 202 - Edifício Liberdade Street, Braga
Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira


Seguros médicos aceitos nesta morada

Pacientes particulares (sem convênio)

Medicare


Atende : adultos, crianças a partir dos 12 anos de idade
Dinheiro
937 23.....
937 23.....


Experiência

Sobre mim

Sou psicóloga de abordagem cognitivo-comportamental. Tenho extensa experiência na realização de atendimentos clínicos nas modalidades presencial e on...

Mostrar a descrição completa

Tratar condições médicas

  • Agorafobia
  • Transtornos De Estresse Pós-Traumáticos
  • Anorexia Nervosa
Mostrar mais doenças

Escolas

  • Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • Universidade do Minho

Especializações

  • Stress
  • Aconselhamento e Orientação aos Pais
  • Perturbação de Relacionamentos Conjugais ou Sexuais
Veja mais

Fotos


Vídeos


Competências linguísticas

Inglês, Espanhol, Português

Serviços e preços

Avaliação Psicológica


Avenida da Liberdade, 615, 1o andar, sala 202 - Edifício Liberdade Street, Braga

50 €

Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira


Consulta online


Avenida da Liberdade, 615, 1o andar, sala 202 - Edifício Liberdade Street, Braga

40 €

Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira

As consultas online são realizadas por meio de videoconferência e, de maneira análoga ao que acontece na modalidade presencial, têm a duração de 60 minutos.
Pouco tempo depois de fazer a marcação de uma consulta online, o paciente é contatato pela psicóloga, para que alguns pormenores possam ser acordados.
A consulta online pode ser uma alternativa para si durante a pandemia de Covid-19. Não é preciso passar por essa crise sem apoio, lembre-se disso!


Consulta online de Psicologia


Avenida da Liberdade, 615, 1o andar, sala 202 - Edifício Liberdade Street, Braga

40 €

Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira

Ofereço as consultas online para maiores de 18 anos, residentes em qualquer parte do mundo, desde que falantes da Língua Portuguesa.

Costumam se beneficiar dessa modalidade de atendimento:
- profissionais cujas atividades requerem viagens constantes;
- emigrados que desejam receber atendimento na Língua Portuguesa;
- residentes em locais geograficamente afastados ou carentes de profissionais da Psicologia;
- pessoas com dificuldade de locomoção;
- pessoas que por qualquer razão sentem-se mais confortáveis com o atendimento online.

As consultas online são realizadas por meio de videoconferência. De maneira análoga ao que acontece na modalidade presencial, cada consulta têm a duração de sessenta minutos e a frequência mínima de uma vez por semana.

Para dar início ao acompanhamento online é preciso:
- fazer o download e instalação do software gratuito Skype – que possibilita a realização de chamadas de vídeo por meio da Internet;
- dispor de um local reservado e resguardado de influências externas, que garanta a privacidade e minimize a possibilidade de interrupções durante as sessões;
- possuir Internet de conexão rápida;
- headsets (auriculares profissionais) não são indispensáveis, porém contribuem para a qualidade da comunicação.


Consulta psicológica da criança


Avenida da Liberdade, 615, 1o andar, sala 202 - Edifício Liberdade Street, Braga

40 €

Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira


Consulta psicológica para adultos


Avenida da Liberdade, 615, 1o andar, sala 202 - Edifício Liberdade Street, Braga

40 €

Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira


Orientação de Estágio


Avenida da Liberdade, 615, 1o andar, sala 202 - Edifício Liberdade Street, Braga

Saiba mais

Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira


Primeira consulta Psicologia


Avenida da Liberdade, 615, 1o andar, sala 202 - Edifício Liberdade Street, Braga

40 €

Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira


Psicoterapia


Avenida da Liberdade, 615, 1o andar, sala 202 - Edifício Liberdade Street, Braga

40 €

Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira

Na psicoterapia existe espaço para se abordar assuntos íntimos de qualquer natureza e as demandas costumam ser bastante variadas.

Algumas das motivações frequentes são:
- desejo de buscar e trilhar caminhos diferentes;
- busca pelo autoconhecimento;
- desejo de melhorar a qualidade de vida;
- apoio em dificuldades de ordem conjugal, familiar, acadêmica ou profissional;
- conflitos de ordem afetivo-sexual;
- autoestima comprometida e inseguranças diversas;
- casos de ansiedade, depressão, transtorno de pânico, estresse , transtornos alimentares etc.

Independentemente da questão a ser tratada, a psicoterapia sempre será um trabalho de autoconhecimento. Somente quando conhecemos mais profundamente quem somos, ganhamos recursos para enfrentar os nossos conflitos. Todos estamos sujeitos a problemas, com os quais precisamos aprender a lidar, mas o que faz toda a diferença para a nossa qualidade de vida é a forma como agimos diante dessas situações, e é aí que o autoconhecimento se torna nosso aliado.


Psicoterapia com Adolescentes


Avenida da Liberdade, 615, 1o andar, sala 202 - Edifício Liberdade Street, Braga

40 €

Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira


Terapia cognitivo - comportamental


Avenida da Liberdade, 615, 1o andar, sala 202 - Edifício Liberdade Street, Braga

40 €

Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira

A terapia cognitivo-comportamental (TCC) parte do pressuposto teórico de que pensamentos negativos desencadeiam sentimentos desagradáveis que, por sua vez, favorecem comportamentos ineficientes ou autodestrutivos.

Os pensamentos automáticos encontram-se na camada mais superficial da consciência. Em função disso, são os mais fáceis de serem identificados, motivo pelo qual os terapeutas de abordagem cognitivo-comportamental começam o tratamento ensinando seu paciente a identificá-los e a analisá-los cuidadosa e objetivamente.

Pensamentos automáticos tendem a ser negativos quando desencadeados por situações que carregam forte carga emocional. Exemplo disso são as situações em que a pessoa sente-se rejeitada ou fracassada.

Um psicólogo de abordagem cognitivo-comportamental ajuda o paciente a: (1) identificar os pensamentos negativos; (2) avaliar a validade dos pensamentos identificados e (3) substituir os pensamentos negativos por outros mais realistas.

Na segunda camada de pensamentos estão as crenças condicionais, que são constituídas por algumas das pressuposições e regras segundo as quais vivemos as nossas vidas. Aprendemos a seguir essas regras desde a infância, quando geralmente não eram ditas claramente, mas ainda assim precisávamos lidar com elas. Por exemplo, talvez na casa dos vossos pais não existissem regras claras a respeito de onde e quando se podia discutir a sexualidade, ou talvez abordar esse assunto fosse implicitamente “proibido”. Algumas dessas regras podem ter funcionado naquela época, mas com frequência não se aplicam tão bem à idade adulta.

As crenças essenciais, que se encontram na terceira camada de pensamentos, são as mais rígidas e podem ser tão profundas que algumas pessoas nunca chegam a articulá-las nem sequer para si mesmas. Até que sejam identificadas e questionadas, seguem como verdades absolutas, influenciando as crenças condicionais que, por sua vez, influenciam os pensamentos automáticos. Por exemplo, se uma das crenças essenciais de uma jovem profissional é respaldada na visão machista de que "ser mulher significa não ser competente o bastante", provavelmente uma de suas crenças condicionais será "preciso trabalhar duas vezes mais que qualquer homem para ser igualmente competente". Nesse contexto, nas ocasiões em que não corresponder às próprias expectativas, os pensamentos automáticos dessa jovem mulher lhe “confirmarão” que não é suficientemente competente. Considerando-se que é impossível para qualquer ser humano alcançar as próprias expectativas em 100% dos casos, ao longo dos anos essa crença levará a situações exaustivas, tanto do ponto de vista físico quanto do emocional.

Quando são disfuncionais, as crenças funcionam como lentes embaçadas, que distorcem a visão que temos sobre o mundo que nos cerca. Tais distorções criam visões que podem variar das mais otimistas e positivas às mais pessimistas e negativas. Entretanto, o ideal é que limpemos as lentes, de forma a nos aproximarmos tanto quanto possível da realidade.

O papel do psicólogo de abordagem cognitivo-comportamental é exatamente ajudar o paciente a “limpar as lentes”, de forma a permitir-lhe distanciar-se tanto do pessimismo que frustra e paralisa; quanto do otimismo ingênuo, que geralmente desaba após o primeiro vento, tal e qual os castelos construídos na areia.

Ao iniciar uma psicoterapia com um profissional de abordagem cognitivo-comportamental, a pessoa é convidada a explorar a sua vida para descobrir e desafiar as bases do seu diálogo interior negativo.

Quando criança, não tinhas como avaliar a correção das vossas crenças enquanto elas se formavam. Uma das boas coisas de ser adulto é que agora tens a opção de se questionar e fazer escolhas mais objetivas e recompensadores sobre a forma como deseja viver. Portanto, caso sinta-se desconfortável com algum aspecto da sua vida, não perca mais tempo: tome a decisão de dar início ao processo hoje mesmo!


Terapia de Casal


Avenida da Liberdade, 615, 1o andar, sala 202 - Edifício Liberdade Street, Braga

50 €

Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira

Enquanto na terapia individual o foco são os aspectos que incomodam o indivíduo, na terapia de casal o atendimento é centrado na resolução de conflitos entre namorados, noivos ou cônjuges.

As intervenções psicológicas realizadas na terapia de casal, em sua maioria, visam:
- melhorar as habilidades de comunicação;
- resgatar a cumplicidade e o companheirismo;
- elaborar mágoas e ressentimentos;
- aprender a compreender os pontos de vista e as necessidades do outro;
- identificar e valorizar os pontos fortes da relação;
- identificar e trabalhar na mudança dos pontos fracos da relação;
- definir metas e desenvolver estratégias para a superação dos desafios que envolvem a relação.

Algumas vezes, no decorrer da Terapeuta de Casal, o psicólogo identifica a existência de questões psicológicas a serem trabalhadas especificamente em um ou nos dois membros do casal, e nestas situações pode indicar que iniciem a terapia individual.

Opiniões de pacientes

5

Classificação geral
10 opiniões

  • Pontualidade
  • Atenção
  • Instalações
J
Paciente verificado
Consulta marcada na Doctoralia.com.pt Local: Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira Consulta online de Psicologia

Já estamos juntas há 2 anos e 9 meses. Sinto uma constante progressão, me sinto acolhida e em boas mãos. Ela é excepcional !!!

Dra. Ana Lúcia Pereira

Muito obrigada, Juliana!


M
Paciente verificado
Consulta marcada na Doctoralia.com.pt Local: Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira Consulta online de Psicologia

Excelente profissional, tem me ajudado bastante! Mesmo a distância, as consultas são muito produtivas! Recomendo!!

Dra. Ana Lúcia Pereira

Muito obrigada, Marcelle.


J
Paciente verificado
Consulta marcada na Doctoralia.com.pt Local: Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira

A Dra. Ana é uma profissional extremamente atenciosa e experiente, para além de compreensiva é flexível. Ela sabe conduzir a sessão de forma a nos ajudar a atacar o problema. Desde que comecei as terapias com ela tenho crescido bastante, portanto eu recomendo vivamente o trabalho da Dra. Ana.

Dra. Ana Lúcia Pereira

Muito obrigada, Juliana.


T
Paciente verificado
Consulta marcada na Doctoralia.com.pt Local: Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira

Excelente profissional! Atenciosa, o valor da consulta é justo. Recomendo, principalmente, para brasileiros que residem no exterior

Dra. Ana Lúcia Pereira

Muito obrigada, Thais. :)


O
Paciente verificado
Local: Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira Terapia de Casal

Recomendo. Excelente profissional. Amável, atenciosa, compreensiva é muito humana. Obrigada Dr. pelas suas palavras.

Dra. Ana Lúcia Pereira

Também eu agradeço as amáveis palavras.
Abraço :)


A
Paciente verificado
Consulta marcada na Doctoralia.com.pt Local: Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira Coaching Psicológico

Uma das melhores psicólogas que já fui até hoje, senão foi a melhor. Braga está muito bem representada.

Super indico!

Dra. Ana Lúcia Pereira

Olá Allysson,
Fiquei muito feliz com o seu feedback.
Abraço :)


L
Paciente verificado
Consulta marcada na Doctoralia.com.pt Local: Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira

Maravilhosa profissional! Sinto me mais confiante em relação ao período de adaptação e tudo que precise ser investigado!

Dra. Ana Lúcia Pereira

Minha querida, agradeço o feedback e o carinho. Abraço :)


F
Paciente verificado
Local: outro lugar

A Dra. Ana é uma excelente profissional e estou a gostar muito das sessões e da maneira como ela têm me atendido. Recomendo com certeza!!!

Dra. Ana Lúcia Pereira

Agradeço imenso o feedback. Grande abraço :)


M
Paciente verificado
Local: Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira

Excelente profissional. Perspicaz, inteligente e com grande sensibilidade. Ajudou-me muito a reflectir a respeito sobre as minhas possibilidades profissionais.

Dra. Ana Lúcia Pereira

Olá! Agradeço o feedback e fico feliz em saber que consegui ajudar.
Cumprimentos


P
Paciente verificado
Consulta marcada na Doctoralia.com.pt Local: Consultório Privado - Dra. Ana Lúcia Pereira Orientação académica

Excelente orientação, a Dra. Ana Lúcia possui larga experiência em orientar e conduzir o aluno na tomada de decisões do projeto. Recomendo altamente.

Dra. Ana Lúcia Pereira

Agradeço a opinião e o feedback, sempre tão valioso para o aprimoramento do nosso trabalho. Os resultados sempre são mais promissores quando conseguimos estabelecer uma relação de parceria, como a que Viviane e eu estabelecemos. Grande abraço!


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas solucionadas

98 dúvidas de pacientes solucionadas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Transtorno De Pânico

    quando estou na rua sempre tenho a sensação que todos estão me olhando e eu começo a ficar com falta de ar,consequentemente quando estou na faculdade também tenho a sensação e o mesmo me ocorre, o que pode ser?

    Olá! Concordo com o colega acima, o que descreve dá indícios de que talvez possa estar a desenvolver um quadro de ansiedade social. A terapia cognitiva-comportamental é bastante indicada para esses casos. Fique à vontade para entrar em contacto caso tenha interesse em marcar uma videoconsulta. Cumprimentos

    Dra. Ana Lúcia Pereira

  • Pergunta sobre Transtorno Obsessivo-Compulsivo

    É possível ter TOC, mas não apresentar comportamentos ritualísticos?

    Sim, esse tipo de TOC é conhecido como "TOC com rituais ocultos", e por isso é bem mais difícil de ser diagnosticado. Nesse tipo de TOC os rituais não se concretizam na forma de comportamentos compulsivos, mas sim no âmbito cognitivo.
    Um exemplo de compulsão cognitiva é o de uma pessoa que fica por horas revisando todos os contatos sociais que teve no dia anterior para ver se identifica alguma possibilidade de contaminação. Ou não consegue deixar de pensar, por horas a fio, em cenas de potencial contaminação.

    Dra. Ana Lúcia Pereira

Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Sou psicóloga de abordagem cognitivo-comportamental. Tenho extensa experiência na realização de atendimentos clínicos nas modalidades presencial e on...

Mostrar a descrição completa

Tratar condições médicas

  • Agorafobia
  • Transtornos De Estresse Pós-Traumáticos
  • Anorexia Nervosa
Mostrar mais doenças

Escolas

  • Pontifícia Universidade Católica de São Paulo
  • Universidade do Minho

Especializações

  • Stress
  • Aconselhamento e Orientação aos Pais
  • Perturbação de Relacionamentos Conjugais ou Sexuais
Veja mais

Estágios

  • Estágio Científico Avançado na Universidade do Minho


Fotos


Vídeos


Competências linguísticas

Inglês, Espanhol, Português

Prêmios e distinções

  • Profissionais da Saúde Unibest, Confederação das Unimeds do Estado de São Paulo, 2004
  • Profissionais da Saúde Unibest, Confederação das Unimeds do Estado de São Paulo, 2003.

Contas das redes sociais


Publicações

Publicações (31)

Pesquisas relacionadas