Consultório

Rua Actor Taborda n.º31, 1ºE, Saldanha (Lisboa/Perpendicular da Avenida Casal Ribeiro), Lisboa
Consultório privado

Este especialista não disponibiliza reservas online nesta morada

Atende: adultos, crianças de qualquer idade
Seguros médicos aceites nesta morada

Pacientes particulares (sem acordo médico)

ACP

Axa + 1 mais


Este especialista não fornece todas as informações de que precisa?

Mostrar outros psicólogos perto de mim

Experiência

Condições médicas tratadas

  • Transtornos Fóbicos
  • Transtorno Obsessivo-Compulsivo
  • Transtorno da Personalidade Paranóide
Mostrar mais doenças

Especializações

  • Aconselhamento
  • Psicoterapia
  • Coaching
Veja mais

Serviços e preços

Valores para pacientes sem plano de saúde

Serviços populares


Rua Actor Taborda n.º31, 1ºE, Saldanha (Lisboa/Perpendicular da Avenida Casal Ribeiro), Lisboa

40 €

Consultório privado

Outros serviços


Rua Actor Taborda n.º31, 1ºE, Saldanha (Lisboa/Perpendicular da Avenida Casal Ribeiro), Lisboa

40 €

Consultório privado



Rua Actor Taborda n.º31, 1ºE, Saldanha (Lisboa/Perpendicular da Avenida Casal Ribeiro), Lisboa

60 €

Consultório privado



Rua Actor Taborda n.º31, 1ºE, Saldanha (Lisboa/Perpendicular da Avenida Casal Ribeiro), Lisboa

40 €

Consultório privado



Rua Actor Taborda n.º31, 1ºE, Saldanha (Lisboa/Perpendicular da Avenida Casal Ribeiro), Lisboa

40 €

Consultório privado

Opiniões de pacientes

5

Classificação geral
1 opinião

L
Local: Consultório privado Terapia cognitivo - comportamental

Excelente profissional. Excelente ser humano. Recomendo. Muita disponibilidade no processo de ajuda.


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas solucionadas

7 dúvidas de pacientes solucionadas na Doctoralia


  • Pergunta sobre %{category_name}

    Tenho um filho com 11 anos que tem mau comportamento escolar, desde a primária que ele não consegue estar nas aulas quieto e calado. Na altura da primária ele foi avaliado por uma psicóloga para despiste de Hiperactividade ou algo parecido (já que a professora na altura me "aconselhou" a pedir ao médico de família aqueles comprimidos para acalmar as crianças, que eu devia dar só durante a semana para ele se concentrar nas aulas, e eu resolvi então levá-lo a ser avaliado por um psicólogo para ver se de facto o meu filho tinha algum problema de concentração que precisasse de tratamento e não de medicação).

    Entretanto como eu cheguei com um diagnóstico de criança com comportamentos e níveis de concentração normal sem necessidade de terapias ou medicação, a solução encontrada pela professora foi de cada vez que ele começava a perturbar as aulas mandá-lo ir ao recreio dar uma volta e voltar quando estivesse mais calmo.

    Chegamos ao 5º ano e o problema manteve-se, com múltiplas faltas de comportamento, de TPCs e material, etc... Em casa tentámos sempre corrigir e levá-lo a ver que tinha de comportar bem na escola, aplicamos castigos de não ter telemóvel ou computador, não ver televisão e como pratica futebol, ir aos treinos mas não ir aos jogos. Comecei a fazer a mochila com ele de manhã para não haver faltas de material. Perdia casacos, carteiras, material escolar com uma facilidade tal que cheguei a pensar se não estaria a ser vitima de bullying na escola, mas não era, era mesmo ele que perdia as coisas...

    Começamos o 6º ano com algumas melhorias, toma muito mais atenção às coisas deles, não ter perdido casacos nem a carteira (pelo menos não tantas vezes como no 5ºano), Está com mais atenção aos TPCs e poucas faltas tem tido (comparativamente com o ano passado). Mas o comportamento não está melhorar... Já o trocamos de turma para ver se com novos amigos ele conseguia estabilizar um bocado, foi bom durante 1 mês mas está tudo a voltar ao que era.
    Perguntei às catequistas e aos treinadores de futebol se ele tinha comportamentos desenquadrados e era mal educado com eles, todos me disseram que não, que ele é irrequieto e falador mas que quando o chamam à atenção ele aceita e corrige, uns minutos mais tarde volta a falar mas aceita os correctivos e não é mal educado. Em casa e socialmente com familiares e amigos ele tem um comportamento normal e nunca faltou ao respeito a ninguém. Todo o seu mau comportamento se resume à escola. Haverá alguma justificação para isto ? Precisa o meu filho de alguma terapia ? Estamos a ficar sem ideias para o tentar corrigir. Temos outro filho mais velho com agora 17 anos com o qual tivemos os desafios normais da educação de uma criança/jovem, mas com o mais novo não estamos a conseguir, estamos a dar o nosso melhor, falamos com ele, ele admite que o comportamento foi errado mas volta a fazer o mesmo...

    Cara mãe, sou sensível às suas palavras e consigo entender o quanto estar a ser difícil para a família esta situação, o quanto está a s^-lo considerando que existe um filho mais velho que nada disto apresentou. as manifestações comportamentais desajustadas pela criança são uma forma para expressar algo que o próprio não consegue gerir emocionalmente. Assim, considero que deve procurar ajuda junto de um psicólogo de modo a aprenderem e/ou desenvolverem algumas competências e estratégias que ajudem ao ajuste emocional e comportamental do menino. Desde já me coloco à v/ disposição para ajudar. Melhores cumprimentos.

    Dr. Helder Leal

  • Olá.
    Tenho quase a certeza que tenho tdah, juntamente com depressão e ansiedade.
    Depois de ler e pesquisar bastante parece que defice de atenção não tem cura e terei que tomar medicação para o resto da vida, é verdade ? Tenho 21 anos e estou completamente perdido, não trabalho nem estudo e não sei o que quero seguir como carreira profissional. Mudo várias vezes de hobbies, digo e faço coisas de forma compulsiva, sou muito esquecido, bastante desorganizado e preguiçoso, e tudo o que seja tarefas ou coisas que não gosto é muito dificil concentrar. Consigo passar horas a ver filmes ou a jogar, mas lembro-me quando estudava que não conseguia começar a estudar, distraí-me sempre com alguma coisa. É mesmo muito dificil para mim começar alguma tarefa ou fazer algo que eu não gosto. Também tenho uma imaginação bastante vivida e estou sempre a imaginar coisas durante o dia. Também tenho muita pouca paciência, tudo me irrita.

    Em relação ao que descreve e na qualidade de psicológo clínico, aconselho a procurar ajuda de um psicológo com o qual desenvolverá um trabalho que irá ajuda lo a superar muitos dos seus problemas e abraçar a vida de outro modo. Melhores cumprimentos. Helder Leal, clínica no Saldanha

    Dr. Helder Leal

Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Condições médicas tratadas

  • Transtornos Fóbicos
  • Transtorno Obsessivo-Compulsivo
  • Transtorno da Personalidade Paranóide
Mostrar mais doenças

Especializações

  • Aconselhamento
  • Psicoterapia
  • Coaching
Veja mais

Pesquisas relacionadas