Consultórios (3)

Av. Júlio Dinis, nº. 2, 2º. esquerdo, Lisboa
Consultório de Psicologia Clínica LISBOA

Este especialista não oferece reservas online nesta morada

Atende : adultos, crianças de qualquer idade
Não adicionou informações sobre seus serviços

Este especialista não fornece todas as informações que você precisa?

Mostrar outros psicólogos perto de mim

Experiência

Sobre mim

Sou psicóloga clínica há cerca de 20 anos, o respeito pelas vivências dos meus pacientes é algo essencial, assim como a confidencialidade, pois a conf...

Mostrar a descrição completa

Tratar condições médicas

  • Transtornos da Memória
  • Transtorno Da Personalidade Borderline
  • Transtorno Reativo de Vinculação na Infância
Mostrar mais doenças

Especializações

  • Aconselhamento
  • Depressão
  • Fobias
Veja mais

Serviços e preços

Acompanhamento de doentes crónicos


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório


Avaliação neuropsicológica


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório


Avaliação Psicológica


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Check-up de saúde mental


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório


Coaching Psicológico


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório


Consulta domiciliar Psicologia


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório


Consulta online de Psicologia


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório


Consulta psicológica da criança


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório


Consulta psicológica para adultos


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório


Life Coaching


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório


Primeira consulta Psicologia


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Psicoterapia com Adolescentes


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório


Retorno de consultas Psicologia


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório


Terapia de Casal


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório


Terapia do Luto


Mediavenida, Consultório Médico e de Enfermagem, Lda., Alverca Do Ribatejo

Consultório privado


Clínica Affidea, Carregado

Consultório

Opiniões de pacientes

5

Classificação geral
1 opinião

U

O melhor:
Do seu profissionalismo e dedicação.

Dra. Carla Xavier

Grata pela sua opinião. É um prazer poder corresponder às suas expectativas. Abraços. Carla Xavier.


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas solucionadas

2 dúvidas de pacientes solucionadas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Transtorno da Personalidade Anti-Social

    Boa noite!
    Sou um jovem de 17 anos (faço os 18 para o mês que vem) e de há uns anos para cá sinto que a minha saúde mental está cada vez mais debilitada. Estive a pesquisar na internet acerca dos meus sintomas e a resposta mais provável para o meu problema é eu ter transtorno de ansiedade social (ou fobia social). No entanto, gostaria de obter a confirmação através de um especialista e caso tenha este problema gostaria de ser tratado o mais rapidamente possível. Vou então relatar alguns sintomas que sinto: fico extremamente nervoso em situações de grandes ajuntamentos sociais, mesmo que conheça todas as pessoas que estão nesse grupo; nas conversas do dia-a-dia não consigo manter o contacto visual e fico muito nervoso e sem saber exatamente o que dizer quando falam comigo; ao andar na rua estou sempre preocupado com a minha postura ao andar, o que faz com que ande de forma desajeitada e artificial; não consigo manter contacto com qualquer rapariga pois os nervos apoderam-se de mim (o que faz com que não consiga ter relações amorosas com ninguém); penso que as pessoas estão todas contra mim e que não gostam de mim; não consigo ter uma relação achegada e de confiança com ninguém (nem mesmo com os meus pais); atividades que antes me davam bastante prazer (jogar futebol por exemplo) são agora "mais uma" atividade, ou seja, já não sinto prazer em fazê-la; ando sempre triste e a querer "desaparecer" deste mundo...
    Ficaria muito agradecido caso alguém me pudesse dizer que problema eu tenho?
    Cumprimentos!

    Olá, parece-me pelo que relata que existe um nível de ansiedade elevado relativamente à interação com o outro, seja no singular, seja no plural, uma insegurança e falta de confiança significativas, que o levam a estar supervigilante ao que o circunda, com supercontrolo, atento ao olhar do outro, a imaginar o que o outro pensa de si, se pensa "bem", ou não tão bem (o que teme). Seria relevante proceder a um trabalho psicológico (reflexão e elaboração) sobre o que ao longo da sua vida passada e presente faz com que se sinta tão inseguro, desamparado, pois existem "certamente"/provavelmente circunstâncias de vida, que o levaram a não estruturar uma dimensão psíquica de estabilidade, sentimento de ser suficientemente amado, valorizado. Atendendo a que se encontra no fim da adolescência, fase da vida em que procuramos o contacto com o/s outro/s, este é emergente, em que temos uma grande necessidade de nos afirmarmos, socializarmos, fazermos parte de grupos e ter relações de intimidade, esta insegurança de base que parece existir, vai claramente dificultar este desejo, a necessidade de aproximação, deixando-o inseguro, com medo de não "ser como os outros", não "estar à altura" do que os outros esperam, daí nem saber muito bem o que dizer, como andar, etc.. considero que seria importante poder consultar um psicólogo clínico, no sentido de compreender o que está por detrás da grande ansiedade social, donde vem toda essa insegurança, pois existe uma grande ansiedade de aproximação do outro, para poder desbloquear a mesma, e pouco a pouco ir ganhando confiança em si, nas suas qualidades e aproximando-se dos outros, o que iria diminuir o nível de tristeza. Espero tenha ajudado. Abraços. Carla Xavier.

    Dra. Carla Xavier

  • Pergunta sobre Ataque de pânico

    Há 7 meses tive uns ataque de pânico, fui melhorando em relação a isso, mas nunca mais esqueci as consequências, medo de não dormir, falta de apetite,.. Ganhei uma neurose, lembro me sempre de '' estar assim '', por muito que não esteja ansioso, o pensamento deixa me confuso em relação a tudo, ao futuro maioritariamente.. Sempre tive dificuldade em adormecer, Agora ainda mais.. O cérebro não desliga.. Há períodos melhores e outros piores. Não gosto muito de estar sozinho. O facto de ter amigos que ja cometerem suicídio, deixa me pior, tenho medo de perder o controlo as vezes, quando dou por mim a pensar '' nisto'' e há quanto tempo já estou assim..
    Será ansiedade generalizada? Depressão? Sinto me neurótico, sempre a pensar no mesmo. Isto esgota o psicológico

    Bom dia, penso estar a passar por uma fase com níveis de ansiedade muito elevados, algo leva a tal, algo interno, algo que o preocupa, gerando uma cadeia de ansiedade em espiral, em que medo gera medo sucessivamente. É comum quando se tem picos de ansiedade, com ataques de pânico, tal como experienciou há meses ficar-se com ansiedade de antecipação, medo de viver novamente o mesmo, a ansiedade elevada também leva ao receio de perda de controlo, mas é mais receio do que o que poderá ocorrer na realidade, daí ficar a pensar no suicídio de amigos.
    Será importante predispor-se a um trabalho de acompanhamento psicológico para compreender o que está por detrás dos elevados níveis de ansiedade, porque a ansiedade é um sintoma de alerta face ao que está a ocorrer na sua dinâmica interna, mais consciente ou mais inconscientemente. Importa conhecer a sua história de vida, as circunstâncias atuais, o que internamente lhe está a gerar níveis de ansiedade elevados, os mecanismos de defesa que habitualmente utiliza para gerir as angústias internas e demais aspetos relevantes para trabalhar os seus sintomas. Espero ter ajudado a pensar nos seus sintomas. Cumprimentos. Carla Xavier.

    Dra. Carla Xavier

Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Sou psicóloga clínica há cerca de 20 anos, o respeito pelas vivências dos meus pacientes é algo essencial, assim como a confidencialidade, pois a conf...

Mostrar a descrição completa

Tratar condições médicas

  • Transtornos da Memória
  • Transtorno Da Personalidade Borderline
  • Transtorno Reativo de Vinculação na Infância
Mostrar mais doenças

Especializações

  • Aconselhamento
  • Depressão
  • Fobias
Veja mais

Pesquisas relacionadas