Consultório

Campo Grande 30 6C, Lisboa
Consultório privado

Este especialista não oferece reservas online nesta morada

Este especialista não fornece todas as informações que você precisa?

Mostrar outros psicólogos perto de mim

Experiência

Sobre mim

Psicóloga Clínica na ARSLVT. Exerce funções clínicas públicas e privadas de 1994 até ao momento. Funções de docência no ISMT de 1997 a 2004. Membro da...

Mostrar a descrição completa

Tratar condições médicas

  • Agorafobia
  • Anorexia Nervosa
  • Transtornos Da Ansiedade
Mostrar mais doenças

Especializações

  • Psicoterapia
  • Psicanálise
  • Terapia de Casal
Veja mais

Serviços e preços

Avaliação Psicológica


Campo Grande 30 6C, Lisboa

150 €

Consultório privado


Check-up de saúde mental


Campo Grande 30 6C, Lisboa

Consultório privado


Consulta domiciliar Psicologia


Campo Grande 30 6C, Lisboa

Consultório privado


Consulta online de Psicologia


Campo Grande 30 6C, Lisboa

55 €

Consultório privado


Consulta psicológica para adultos


Campo Grande 30 6C, Lisboa

55 €

Consultório privado


EMDR


Campo Grande 30 6C, Lisboa

Consultório privado


Hipnose clínica


Campo Grande 30 6C, Lisboa

Consultório privado


Primeira consulta Psicologia


Campo Grande 30 6C, Lisboa

55 €

Consultório privado


Psicanálise


Campo Grande 30 6C, Lisboa

40 €

Consultório privado


Psicoterapia


Campo Grande 30 6C, Lisboa

45 €

Consultório privado


Psicoterapia com Adolescentes


Campo Grande 30 6C, Lisboa

55 €

Consultório privado


Terapia de Casal


Campo Grande 30 6C, Lisboa

60 €

Consultório privado

Opiniões

Realizou uma consulta com Sandra Pires?

Escreva uma opinião sobre a sua experiência. Centenas de pacientes poderão basear-se nos seus comentários para marcar as suas consultas.

Deixar uma opinião

Dúvidas solucionadas

3 dúvidas de pacientes solucionadas na Doctoralia


  • Pergunta sobre %{category_name}

    Olá eu não sei bem ao certo que possa ser depressão pós-parto ou ansiedade. Tive depressão pós-parto na 1° gravidez agora tive uma bebé prematura e tive muitas complicações na gravidez. Enquanto estava internada e ia ter com a minha bebe na UCIN sentia me razoável, ansiosa mas achava normal devido á situação em si. Agora a minha bebé tem quase 3 meses estamos em casa ela é uma bebé saudável e eu sinto-me vazia com constante medo de elouquecer. E não sei se normal ou não esses sintomas pioram ao final do dia. Que tipo de ajuda devo procurar? Sinto me a desesperar. Preciso de ajuda. Obrigada

    O periodo pós parto é de grande exigencia emocional para a mãe, e vem muitas vezes reativar carências e necessidades emocionais da própria. Uma abordagem psicoterapeuta compreensiva e holística que a ajude a compreender se melhor, aos conflitos e necessidades que a maternidade evoca em si e contribua para melhorar o seu bem estar e o da relação mãe filho será obviamente importante.

    Sandra Pires

  • Pergunta sobre %{category_name}

    Boa tarde!
    Tenho 40 anos e sofro de compulsão alimentar desde os 19 anos. Andei em psiquiatria, tomei vária medicação até aos 24 anos, porque na altura também me foi diagnosticada depressão, mas como não sentia melhorias, muito pelo contrário (parecia alienada da realidade), resolvi deixar e desenvolver mecanismos, como o pensamento positivo e atividades para sair daquele estado. Melhorei substancialmente da depressão, mas a compulsão alimentar piorou bastante este ano. Já fiz hipnoterapia, reiki, vou para a ginástica, mas quando tenho as crises de compulsão não consigo fazer nada. Fico num estado de impotência e sofrimento avassalador, isolando-me socialmente, sentindo-me extremamente cansada e chorando muito.
    Confesso que acabei por me habituar a este estado. Sabia que duas a três vezes por semana isso acontecia e habituei-me a isso, dizia para mim mesma que isso era um dia ou dois, mas depois voltava à normalidade. No entanto, este ano, a situação agravou-se bastante e tenho tido praticamente todos os dias crises, tendo aumentado de peso substancialmente.
    Gostaria de saber se me pode ajudar, se eventualmente a psicoterapia ou terapia cognitiva serão indicadas, uma vez que nunca fiz.
    Sinto-me muito cansada, frustrada e já sem esperança. Sinto que esta espiral me condiciona a vida e me afeta a saúde. Por vezes, só me apetece desistir...
    Fico a aguardar uma resposta favorável...
    Obrigada!

    As compulsões alimentares tem por base conflitos/necessidades psicológicas não atendidas no seu percurso desenvolvimental e que procura provavelmente satisfazer através do uso compulsivo da comida. Uma psicoterapia em que possa aceder a essas emoções/necessidades e compreender se de uma forma mais ampla e aprofundada será certamente útil e contribuirá não só para a resolução do sintoma/queixa que refere mas também para a melhoria geral do seu bem estar. Felicidades.

    Sandra Pires

Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Psicóloga Clínica na ARSLVT. Exerce funções clínicas públicas e privadas de 1994 até ao momento. Funções de docência no ISMT de 1997 a 2004. Membro da...

Mostrar a descrição completa

Tratar condições médicas

  • Agorafobia
  • Anorexia Nervosa
  • Transtornos Da Ansiedade
Mostrar mais doenças

Especializações

  • Psicoterapia
  • Psicanálise
  • Terapia de Casal
Veja mais

Pesquisas relacionadas