Transtorno Bipolar
9 respostas
tenho 40 anos e há 5 anos atrás foi-me diagnosticado transtorno bipolar tipo 1. Estou medicado com estabilizador de humor e sinto-me relativamente estável. No entanto continuo a sentir dificuldades no sono, o que me faz sentir cansado. Ainda não consegui ultrapassar, por completo, o estigma da doença e da medicação. A minha auto-estima e auto-confiança foram afetadas. Qual o melhor complemento para mim, psicoterapia?! que tratamento e especialização devo procurar, o que melhor se adequa?
Boa tarde,

As Psicoterapias de 3ª geração como a Cognitivo- Comportamental e outras podem efetivamente ajuda-lo em todo este processo e é mesmo aconselhável como complemento da farmacoterapia!
Ao longo dos anos tenho obtido bons resultados na sua utilização, também no transtorno que refere!
Boa sorte!

Melhores cumprimentos,

Já partilhou com o seu psiquiatra a dificuldade no sono? Poderá ajustar a medicação nesse sentido. A auto aceitação do diagnóstico não é fácil mas é extremamente necessário e algo facilmente trabalhado em psicoterapia. Julgo que beneficiará com qualquer tipo de corrente dentro do apoio psicológico. O importante é procurar um psicólogo que o ajude a aceitar melhor a condição, aprendendo a viver com ela e com tudo aquilo que a mesma implica.

Qualquer forma de psicoterapia pode ajudá-lo nos problemas que refere. Deve procurar um psicoterapeuta e um tipo de psicoterapia com o qual se identifique. Procure ver várias opções e, se possível, esclarecer as dúvidas que tem. Se tiver mais alguma questão, não hesite em contactar.

Há investigação que indica que no mundo actual, em que há grande facilidade na partilha de informação, as correntes terapêuticas já têm procedimentos em comum e não são tão divergentes como há uns anos atrás. Assim, supõe - se que mais importante ainda que a corrente Psicoterapêutica é a relação terapêutica que é estabelecida. É importante perceber se tem confiança no psicólogo e se há empatia mútua. A colega acima falou dos bons resultados das terapias cognitivo - comportamentais, eu trabalho com psicoterapias dinâmicas , individual ou em grupo, e também tenho bons resultados. Por isso como vê talvez haja factores em comum mais importantes que os factores divergentes.

Sugiro que busque a psicoterapia de abordagem cognitivo-comportamental, que lhe ajudará a lidar com as crenças relacionadas ao estigma do medicamento.

Bom dia. Como está? Seria extremamente benéfico complementar a farmacoterapia com Psicoterapia para facilitar a adesão à terapêutica, para melhorar a sua auto-estima e ainda para ajudá-lo a ultrapassar as suaa dificuldades de sono.
Lembre-se que um tratamento eficaz é sempre aquele que inclui mudança. Com carinho, Joana de Almeida

Bom dia.
A situação que relata, embora muito angustiante, é bastante comum, pois habitualmente os pacientes desenvolvem algum tipo de estigma quer pelo diagnóstico quer pela toma de medicação. A psicoterapia trabalharia todos estes "entraves" ao seu desenvolvimento e é por aí que o aconselho a seguir.

Bom dia! Sugiro que inicie intervenção psicológica cognitivo-comportamental. Aproveito e aconselho-o a ver o meu vídeo que explica de uma forma simples para que serve e quais os seus benefícios. Fique bem!
Convidamo-lo para uma consulta: Primeira consulta psicologia - 50 €
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

A intervenção da psicologia clínica, e como referido anteriormente, na vertente cognitivo-comportamental, tem resultados eficazes e promissores para as questões que apresenta. A estabilidade clínica que menciona é fundamental, sendo importante avançar para o bem-estar psicológico assente na compreensão, na aceitação, na melhoria do amor-próprio e valorização pessoal. Ao dispor, Ana Paula Vaz.

Especialistas

Adoindo Pimentel

Adoindo Pimentel

Psiquiatra

Adrián Gramary Cancelas

Adrián Gramary Cancelas

Psiquiatra

Fânzeres

Adriana M Horta

Adriana M Horta

Psiquiatra

Vila Nova de Gaia

Adriano S Vaz Serra

Adriano S Vaz Serra

Psiquiatra

Coimbra

Agnelo Marques Silva

Agnelo Marques Silva

Psiquiatra

Águeda

Alberto C F Gomes Santos

Alberto C F Gomes Santos

Psiquiatra

Porto

content.questions.show.related_questions

Tem perguntas?

Os nossos peritos responderam a 14 perguntas sobre Transtorno Bipolar

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anónima.
  • Faça uma pergunta médica clara e seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um médico específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico ou serviço de urgências.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade médica dos médicos a quem quer fazer perguntas
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.