Como saber se é mais acertado recorrer a um psicólogo ou a um psiquiatra?

8 respostas
Como saber se é mais acertado recorrer a um psicólogo ou a um psiquiatra?
Boa tarde. Se recorrer a um psicólogo, ele poderá avaliar a sua situação e encaminhá-lo (a), para um psiquiatra com quem trabalhe. Se fosse comigo era o que faria. Há casos em que a psicoterapia, sem medicação e de forma mais duradoura, resolve os problemas apresentados. Há outros casos em que é necessária medicação. Nesses casos, só um psiquiatra poderá medicar. Desejo-lhe as maiores felicidades.

Olá, boa tarde.
Em muitos casos os melhores resultados são obtidos por meio da associação da psicoterapia com o tratamento medicamentoso.

Boa tarde,
Independentemente da necessidade, ou não, de consulta psiquiátrica, a intervenção psicológica é sempre fundamental.
Concordo com o colega acima quando recomenda a procura de o psicólogo, (se possível psicoterapeuta). Se considerar eventualmente necessária algum tipo de medicação, esse profissional recomendará que consulte também um psiquiatra.

Muito pertinente a sua questão. Inicialmente recorra a um psicólogo para fazer uma avaliação da situação. Mediante isso, sendo um bom profissional e perante necessidade, irá encaminhar para psiquiatria. Sem dúvida que, dependendo das situações, a combinação de psicoterapia com psiquiatria, efetiva os resultados a longo prazo.

Bom dia os melhores resultados são com psicoterapia e ajuda de medicamentos, caso necessite.
Ao seu dispor. Faço consultas online

Tal como os colegas expuseram, pode acontecer necessitar só de psicoterapia e não ter que se medicar (sempre último recurso) pois na psicoterapia trata-se a causa e origem do problema e não só o sintoma (o que acontece com medicação, ou seja, psiquiatria). Por vezes pode ser necessário complementar ambas as terapias, como tal, primeiro e antes de mais tem que recorrer a um psicólogo e avaliar a sua situação. Ao dispor. Lisboa

Boa tarde.
É frequente a questão que coloca, apesar de existirem algumas semelhanças, entre a psicologia e psiquiatria, existem diferenças extremamente importantes.
Ambos são habilitados para tratar de questões psíquicas e mentais. Estão preparados para realizar um processo de psicoterapia e ajudá-lo a lidar com questões relacionadas aos transtornos mentais.
Em razão da formação médica, os psiquiatras podem prescrever tratamentos medicamentosos enquanto que os psicólogos têm por base técnicas de psicoterapia.
Quer os psiquiatras como os psicólogos são tipicamente treinados para fazer psicoterapia – conversando com seus pacientes sobre seus problemas, atuando digamos assim na “raiz do problema”. No entanto, os psicólogos são os profissionais que observam de perto o comportamento humano. Investigam padrões de sono, alimentares e procuram a compreensão de pensamentos negativos que podem estar a causar ou contribuindo para o problema. Quanto aos psiquiatras, baseiam-se numa investigação mais forte na biologia e neuroquímica. Após a realização do diagnóstico inicial, geralmente prescrevem medicação.

A psiquiatria é uma especialidade médica promovendo a saúde e intervindo na doença com um intuito curativo.
A psicologia é uma ciência que estuda a mente nos seus processos mentais e psicológicos com o intuito de descobrir, identificar e compreender como lida com o ambiente (interno e externo), como reage aos estímulos, estudando os processos mentais e a sua expressão em termos de comportamento, afectos, sentimentos, pulsões com o intuito de participar num projecto comum, com a pessoa, para alcançar metas pessoais desde o equilíbrio ao entendimento passando pela reflexão, reconhecimento e trabalho de modo harmonizar e conciliar a pessoa consigo própria e as suas realidades alcançando a realização pessoal e a capacidade de intervir, corrigir e apreciar a vida em equilíbrio consigo e com os outros.

Não conseguiu encontrar a resposta que procurava? Faça outra pergunta!

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anónima.
  • Faça uma pergunta médica clara e seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um médico específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico ou serviço de urgências.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade médica dos médicos a quem quer fazer perguntas
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.