Consultório

Consultório privado
Atendimento On Line Via Skype ou por agendamento, Angra Do Heroísmo

Este especialista não disponibiliza reservas online nesta morada

Este especialista não fornece todas as informações de que precisa?

Mostrar outros psicólogos perto de mim

Experiência


Especializações

  • Psicologia Clínica
  • Psicologia do Trabalho

Serviços e preços

Valores para pacientes sem plano de saúde

Serviços populares


Atendimento On Line Via Skype ou por agendamento, Angra Do Heroísmo

Desde 60 €

Consultório privado

Outros serviços


Atendimento On Line Via Skype ou por agendamento, Angra Do Heroísmo

Desde 60 €

Consultório privado



Atendimento On Line Via Skype ou por agendamento, Angra Do Heroísmo

85 €

Consultório privado



Atendimento On Line Via Skype ou por agendamento, Angra Do Heroísmo

60 €

Consultório privado

1 opinião de paciente

Classificação geral

Todas as opiniões são importantes, por isso os especialistas não podem pagar para alterar ou excluir uma opinião. Saiba mais.
L
Perfil verificado
Local: outro lugar Problemas no trabalho

Foi bom falar com o dr ,senti me muito à vontade ,para mim isso é muito importante .logo na primeira consulta comecei a ver certas coisas de uma outra forma .obrigada dr

Dr. Nuno Gonçalves

Agradeço o seu registo D. Lúcia Ferreira.
Receber uma avaliação é um reforço valioso para o profissional dado traduzir a percepção de quem acompanhamos e reforçar, o corrigir, a percepção do trabalho desenvolvido e da evolução do processo em curso.
Mãos à obra.

Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas solucionadas

31 dúvidas de pacientes solucionadas na Doctoralia

Olá,
Tenho 27 anos e vejo pornografia de forma ocasional (média 2x/mês). Tenho um namorado há 3 anos que me preenche muito a nível intimo/sexual e quando não estamos juntos por estarmos chateados, quando não nos vemos e não nos falamos, sinto desejo por ele e vejo pornografia numa forma de compensação por não poder estar com ele. Acontece que ele não compreende isso, acha que não me satisfaz e que procuro prazer a ver outros homens e neste momento coloco em causa se terei algum transtorno parafílico ou se realmente é um comportamento normal. Podem ajudar-me a compreender o que se passa?

Viva,
A sexualidade é um campo da vida pessoal e relacional que se encontra muito marcada e condicionada por juízos morais.
A mentalidade das pessoas que possuem conceitos muito vincados, grandes certezas e discursos morais profundamente marcados por uma ideologia social conservadora, revela posições intolerantes e inamovíveis.
O amor nem sempre é capaz de abrir a porta ao diálogo e ao entendimento.
Assistir a pornografia num enquadramento adulto. maduro entendo-a como uma exibição sem outras pretensões que a obtenção de excitação sexual e diversão, não é sinónimo de parafilia ou perversão.
A pornografia é usada em terapia sexual, em contextos próprios e devidamente enquadrados.
Vive com angústia uma situação cujo juízo moral lhe é estranho e não pode influenciar.
Sugiro que procure ajuda para o seu namorado junto de um terapeuta sexual e se ele possuir, igualmente, especialização em terapia de casal.
Caso o seu namorado não aceite, sugiro que procure um psicólogo que a ajude a lidar com a situação para que possa fazer escolhas esclarecidas e lúcidas.

Dr. Nuno Gonçalves

Ultimamente tenho sentido tremor no olho direito, algumas situações uma sensação de cabeça vazia, em que pouco me consigo concentrar no que me dizem. parece que ate deixo de ouvir como deve ser. preocupa-me excessivamente o que os outros acham, se posso estar a fazer algum olhar estranho ou dizer algo estranho. as vezes ate tenho medo de enlouquecer. pode parecer esquisito mas tem afectado a minha vida social. sempre fui ansiosa desde criança. o que me poderiam aconselhar?

Viva,
O quadro que apresenta é compatível com diversos quadros, que na generalidade são benignos e respondem bem à terapia psicológica que pode, e nalguns casos necessita, de apoio psiquiátrico.
Os casos que configuram patologia médica não são tão frequentes e há tratamentos próprios para cada perturbação.
O transtorno psicológico é vivido, na generalidade das pessoas, como uma experiência pessoal e muito privada que leva a pessoa a isolar-se, a ocultar-se e a sentir-se estranha, diferente, afectada por uma doença única. muitas vezes constrangedora.
Sugiro que procure apoio psicológico, que se assegure que existe empatia e boa comunicação com (o) psicólogo(a) que a acompanhará.
É preciso que se sinta bem na relação terapêutica e pode ser necessário procurar a pessoa que reúne o perfil adequado para a ajudar.
Faço votos que inicie em breve uma terapia frutuosa que a ajude a recuperar a paz e a capacidade de voltar a apreciar a vida.

Dr. Nuno Gonçalves

Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência


Especializações

  • Psicologia Clínica
  • Psicologia do Trabalho