Tempo estimado de resposta:

Consultórios (3)

Rua Sá da Bandeira Nº. 706 - 2º Direito, Porto
PSICOGAB - Gabinete de Psicologia Dra. Maria João Pecegueiro

Este especialista não disponibiliza reservas online nesta morada

Seguros médicos aceites nesta morada

Pacientes particulares (sem acordo médico)

ACP, Saúde Prime, Future Healthcare, Medicare, Ord


Atende: adultos, crianças de qualquer idade
Dinheiro, Cartão de crédito

Este especialista não fornece todas as informações de que precisa?

Mostrar outros psicólogos perto de mim
Rua de Sá da Bandeira, Porto
Online - Em plataforma própria e WhatsApp

Este especialista não disponibiliza reservas online nesta morada

Pacientes com seguro de saúde e pacientes particulares (sem plano de saúde)


Atende: adultos, crianças de qualquer idade
Cartão de crédito, Dinheiro

Este especialista não fornece todas as informações de que precisa?

Mostrar outros psicólogos perto de mim
Estrada da Circunvalação 12199, Porto
Clínica Dr. Falcão Coutinho

Este especialista não disponibiliza reservas online nesta morada

Seguros médicos aceites nesta morada

Pacientes particulares (sem acordo médico)

ACP

AdvanceCare + 1 mais


Atende: adultos, crianças de qualquer idade
Dinheiro, Cartão de crédito

Este especialista não fornece todas as informações de que precisa?

Mostrar outros psicólogos perto de mim

Experiência

Sobre mim

Graduada em 2004 em Psicologia, cedo iniciou um a sua carreira profissional na área da saúde. No Hospital de Santos Silva em Vila Nova de Gaia, fez u...

Mostrar a descrição completa

Condições médicas tratadas

  • Mutismo
  • Transtorno Da Falta De Atenção Com Hiperatividade
  • Transtorno da Personalidade Histriônica
Mostrar mais doenças

Especializações

  • Psicoterapia
  • Dependências
  • Depressão
Veja mais

Serviços e preços

Valores para pacientes sem plano de saúde

Serviços populares


Rua Sá da Bandeira Nº. 706 - 2º Direito, Porto

desde 45 €

PSICOGAB - Gabinete de Psicologia Dra. Maria João Pecegueiro

A palavra PSICOTERAPIA vem de therapia – que significa tratar, cuidar, servir, honrar, assistir, e psic.(o) refere-se à mente, portanto, a psicoterapia é um processo de procura do auto-conhecimento, de desenvolvimento pessoal e principalmente de ajuda. Mas cuidado, a Psicoterapia não é magia, e a psicóloga não tem uma varinha de condão que alivia e resolve todos os seus males e dificuldades do paciente. O herói da história não é a Psicóloga mas sim o paciente pois este é que a escreve. Em suma, a Psicóloga orienta e clarifica a forma individual de compreender o mundo, pois é uma profissional treinada e habilitada pela sua visão humanista, pelos estudos universitários, pela Ordem dos Psicólogos Portugueses e pela Entidade Reguladora da Saúde. Só assim o paciente conseguirá encontrar-se no difícil processo de auto-conhecimento.



Rua de Sá da Bandeira, Porto

45 €

Online - Em plataforma própria e WhatsApp


Estrada da Circunvalação 12199, Porto

desde 45 €

Clínica Dr. Falcão Coutinho

A palavra PSICOTERAPIA vem de therapia – que significa tratar, cuidar, servir, honrar, assistir, e psic.(o) refere-se à mente, portanto, a psicoterapia é um processo de procura do auto-conhecimento, de desenvolvimento pessoal e principalmente de ajuda. Mas cuidado, a Psicoterapia não é magia, e a psicóloga não tem uma varinha de condão que alivia e resolve todos os seus males e dificuldades do paciente. O herói da história não é a Psicóloga mas sim o paciente pois este é que a escreve. Em suma, a Psicóloga orienta e clarifica a forma individual de compreender o mundo, pois é uma profissional treinada e habilitada pela sua visão humanista, pelos estudos universitários, pela Ordem dos Psicólogos Portugueses e pela Entidade Reguladora da Saúde. Só assim o paciente conseguirá encontrar-se no difícil processo de auto-conhecimento.

Outros serviços


Rua Sá da Bandeira Nº. 706 - 2º Direito, Porto

PSICOGAB - Gabinete de Psicologia Dra. Maria João Pecegueiro

7 opiniões de pacientes

Classificação geral

  • Pontualidade
  • Atenção
  • Instalações
Todas as opiniões são importantes, por isso os especialistas não podem pagar para alterar ou excluir uma opinião. Saiba mais.
M
Local: PSICOGAB - Gabinete de Psicologia Dra. Maria João Pecegueiro Consulta psicológica para adultos

Recomendo a 100%.
Ótima profissional, atenciosa e sem dúvida a maior fomentadora da minha mudança.
Muito satisfeita com os resultados. Grata


S
Paciente verificado
Consulta marcada na Doctoralia.com.pt
Local: Clínica Dr. Falcão Coutinho Primeira consulta Psicologia

Recomendo a 100%. Extremamente profissional, sem dúvida alguém em que se pode confiar para escutar os nossos problemas e arranjar uma maneira de os resolver.

Dra. Maria João Pecegueiro

ssla72, muito obrigada pelo seu feedback. Fico feliz por se ter sentido acolhido/a e em segurança no meu/nosso espaço! Estarei sempre disponível!


E
Paciente verificado
Consulta marcada na Doctoralia.com.pt
Local: PSICOGAB - Gabinete de Psicologia Dra. Maria João Pecegueiro Consulta psicológica da criança

Simpatia, simplicidade e aptidão para lidar com crianças, dentro da sua área.
Recomendo. Excelente profissional. Parabéns.
Elisa

Dra. Maria João Pecegueiro

Obrigada Elisa pelo feedback. Fazer este trajecto com a J tem sido recompensador e espero muito breve ver ainda mais mudanças!


U
Paciente verificado
Local: Clínica Damião de Góis Luto patológico

O melhor:
Procurei imenso pela dotoralia e acabei por encontrar um profissional exemplar numa clínica com muito conforto e intimidade. Excelente atendimento prioritário e exemplar pelas assistentes. A Dra. João é simplesmente fantástica e ajudou-me a ultrapassar esta dor com mais de 20 anos. O meu obrigado.

Poderia melhorar:
nada.

Dra. Maria João Pecegueiro

Olá, agradeço a sua confiança e as suas palavras. É recompensador saber que pude ajudar. Votos para que tudo continue a correr bem!


P
Orientação Vocacional

O melhor:
Disponibilidade

Poderia melhorar:
Marcação imediata

Dra. Maria João Pecegueiro

Obrigada!


A
Paciente verificado

Tive uma agradável surpresa com esta psicóloga a quem fui com a minha filha por recomendação deste site. As instalação são excelentes, mas acima de tudo o melhor foi o resultado. Já tinha ido a vários lugares e não conseguia resolver esta rebeldia dos dias de hoje...

Dra. Maria João Pecegueiro

Boa noite. Os desafios na adolescência que nos são impostos nesta sociedade... Com certeza a tolerância, a compreensão, e acima de tudo o amor, de que tanto falamos nas sessões, foram essenciais para superar esta fase. Votos para que tudo continue a correr bem!


U

Muito positivo e efectivamente para mim fez muito bom. Recomendo.

Dra. Maria João Pecegueiro

Obrigada pelas suas palavras e confiança. Estarei, como sempre, disponível.


Ocorreu um erro, tente outra vez

Dúvidas solucionadas

42 dúvidas de pacientes solucionadas na Doctoralia

Pergunta sobre %{category_name}

Boa noite

Fui diagnosticado com Perturbação Obsessiva Compulsiva [com espectro de fobia de impulso]. Embora este quadro tenha sido esclarecido, muito recentemente, já utilizo, desde 2013, Escitalopram e Alprazolan [0.25 mg-de manhã e 0.5mg-de noite], para o tratamento de ansiedade e episódios depressivos. Quanto ao uso do Escitalopram, a dosagem tem sido frequentemente trocada: experimentei 40mg, que me deixavam entorpecido, para depois 20 mg e, no ano anterior 10 mg. Dado a uma recente crise, procurei novas opinões que, em uníssono, aumentaram a dose para os 20 mg. Este aumento está a ser efetuado há sete dias, e apresento efeitos colaterais como sudorese excessiva, palpitações e humor deprimido. Gostaria de saber o seguinte:
1) É normal sentir estes efeitos, sendo eu consumidor deste medicamento há algum tempo, pelo aumento da dosagem? Se sim, quanto tempo devo de esperar para sentir melhorias?

2) A médica psiquiatra prescreveu-me Socian 50 mg, durante 20 dias. No entanto; pelo que li é um antipsicótico, do qual me assustei. Gostaria de conhecer melhor sobre este medicamento, e saber se há interferência com o alprazolam, que tomo ao pequeno-almoço?



Peço, desde já, desculpas por este longo desabafo. Obrigado.

Olá bom dia.
A Perturbação Obsessiva Compulsiva é um quadro muito comum nos dias de hoje. Lendo estudos científicos recentes sobre a matéria, há uma relação entre este fenómeno e o stress diário a que as pessoas estão expostas, seja pela vertente profissional ou pela pessoal. É inquestionável que o equilíbrio químico farmacológico é essencial, não vale a pena negar as evidencias. Ajuda a manter a ansiedade minimamente controlada com efeitos imediatos sobre o impulso. Independentemente do tempo a que se expõe ao tratamento psiquiátrico creio que é altura de dominar a sua condição e para isso há que perceber quais os botões que despertam o problema.
Marque uma consulta de psicologia cognitiva-comportamental para aprender a viver com o seu problema mas de uma forma diferente, uma forma em que consegue criar mecanismos de controle do stress, das emoções e da ansiedade. Veremos se com o tempo poderá reduzir a medicação a valores residuais.
Seja presencial ou à distancia estou ao seu dispor,
Atentamente
MJP

Dra. Maria João Pecegueiro

Pergunta sobre %{category_name}

Boa tarde, estou com um grave problema para conseguir terminar tudo o que começo. Já fui três vezes para a faculdade e nunca consegui terminar nada. Começo extremamente motivada e sem motivo perco o interesse após alguns dias. Tenho graves problemas de concentração e não consigo ficar parada quando preciso de estudar. Preciso de andar de um lado para o outro. Tenho vários tiques nervosos. Um deles é arrancar as minhas sobrancelhas. Quando estou motivada eu quero fazer tudo ao mesmo tempo. Até faço um cronograma para me orientar, mas no dia seguinte perco logo o interesse. Por vezes que sinto que estou a ser observada, outras vezes não consigo lidar com os meus próprios pensamentos e preciso de colocar a música aos altos berros. Sinto como se uma outra pessoa estivesse aos berros dentro da minha cabeça ou estivesse a dar-me ordens tipo para me matar. Já tive várias tentativas de suicídio e no dia seguinte estava tudo bem. Parecia que eu era a pessoa mais feliz do mundo. Por vezes tenho vontade de me mutilar. Sinto-me constantemente culpada. Nesses casos preciso de me mutilar para me castigar e sentir aliviada. Tenho graves problemas de alimentação pois passo horas sem comer e só consigo comer de noite. Em muitos casos eu faço greve de fome de propósito com o intuito de me magoar. Viver comigo é como se vivesse numa montanha russa. Num dia eu sou a pessoa mais confiante e sociável do mundo, faço imensos planos e noutro eu estou a planear o meu suicídio. Isto está a dar cabo de mim porque eu não consigo terminar e sinto culpa. Num minuto estou a dançar de alegria e noutro só quero chorar e gritar. Tenho muitas dificuldades em comunicar-me. . De manhã posso acordar como se fosse a pessoa mais feliz do mundo, com vontade de viver até aos 100 anos e com vontade de fazer milhões de coisas e terminar o meu dia a tentar matar-me. Em certos momentos eu tenho medo da morte e noutros eu quero que ela me leve. Sobre as minhas relações nem vou comentar. Eu consigo amar e odiar uma pessoa de um minuto. É como se não tivesse controlo das minhas próprias emoções. É como se tivesse várias pessoas dentro de mim. Tenho ataques de raiva em que me apetece partir tudo. Já cheguei a atirar um computador pela janela. Tenho medo que durante um desses ataques de raiva, possa magoar alguém. Eu quero ir a um psiquiatra porque tenho medo de me esquecer de algo importante e isso prejudicar o meu diagnóstico. Já fui seguida mas só piorou. Eu sentia que estava pior do que antes. Eu tenho dificuldades em dormir. Muitas vezes tenho vários pesadelos em que vejo pessoas a morrer. Já acordei várias vezes a chorar e aos berros. Os meus pensamentos são desorganizados que fico cheia de dores de cabeça. Já acreditei que andava a ser perseguida. Pode parecer loucura, mas tenho feito uma pesquisa sobre transtorno bipolar e eu identifico-me com alguns sintomas. Será que existe algum teste que me ajude a descobrir.

Bom, por onde começar.
Começo pelo seu quadro e pelas inumeras vezes que já o vi e tive em gabinente. Começa sempre por parecer ser uma missão quase impossível mas de facto parte do desafio já está voce a percorrer. Há que colocar nessa equação a medida certa de acompanhamento.
Não há milagres nem solções imediatas mas também não há casos perdidos pois em última instancia, temos todos de aprender a viver com os nossos desafios.
Marque uma consulta para que e querendo, possamos iniciar o caminho que necessitará de percorrer de forma autonma.

Dra. Maria João Pecegueiro

Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Graduada em 2004 em Psicologia, cedo iniciou um a sua carreira profissional na área da saúde. No Hospital de Santos Silva em Vila Nova de Gaia, fez u...

Mostrar a descrição completa

Condições médicas tratadas

  • Mutismo
  • Transtorno Da Falta De Atenção Com Hiperatividade
  • Transtorno da Personalidade Histriônica
Mostrar mais doenças

Especializações

  • Psicoterapia
  • Dependências
  • Depressão
Veja mais

Pesquisas relacionadas