Bom dia, Sou filha única e sempre fui muito protegida pelos meus pais. Eles são pessoas muito sociá
9 respostas
Bom dia,
Sou filha única e sempre fui muito protegida pelos meus pais. Eles são pessoas muito sociáveis e quando estávamos com outras pessoas sempre foram eles a tratar de tudo. Na realidade, nunca precisei dizer nem fazer nada porque bastava estar no local e achei sempre que era tímida. Agora, que já não vivo com os meus pais, consigo ver que isso não foi nada bom para mim. Tornei-me numa pessoa pouco sociável e com dificuldade a fazer "conversas de ocasião" ou a ter uma conversa. Digo apenas o que tenho para dizer, de forma objetiva e o mais rápido possível. Claro está que com as minhas amigas torna-se mais fácil falar. Mas gostava de ser capaz de falar com toda a gente e se estivesse num sitio onde não conheço ninguém e não ter receio de falar. Da forma que estou torna-se um problema tanto a nível pessoal como profissional, porque me limita de uma forma que não aceito. Até para fazer algum tipo de apresentação na empresa (com pessoas que trabalham comigo e por isso com quem já costumo falar) fico muito enjoada, com dores de barriga e nervosa...nao faz sentido.
É uma espécie de fobia social? O que posso fazer para melhorar? Já tentei obrigar-me a pensar em assuntos antes de estar com as pessoas (porque cheguei a achar que me esquecia do que podia falar) mas mesmo que saiba o que posso falar digo as coisas rápido, a despachar...
Boa tarde. O problema que descreve tem tratamento e passa pela aquisição/treino de habilidades sociais. Quanto mais cedo iniciar a terapia melhor. Caso tenha alguma dúvida não hesite em contactar-me.
Convidamo-lo para uma consulta: Consulta psicológica para adultos - 50 €
Pode reservar uma consulta através do site Doctoralia, clicando no botão Reservar uma consulta.

Boa tarde. Estou completamente de acordo com o colega Ricardo Campos, apenas faço aqui uma nota, para além da aquisição/treino de habilidades sociais, é necessário trabalhar a base, que é o modelo de vínculo afetivo do tipo dependente, que criou amarras reais e psíquicas que dificultam a autonomia, autoestima, autoconceito e percepção de si mesma como uma pessoa singular. O processo de terapia é fundamental! Não hesite e procure apoio! Ao dispor.

Faz bem em se questionar, em ter esperança e em querer transformar-se. Estes aspectos são a essência de qualquer psicoterapia. Numa terapia psicanalítica iremos fazer uma viagem consigo pelo passado, presente, futuro, procurar marcos e nós, e refletir em conjunto, para abrir o seu caminho de mudança.

Boa tarde. Concordo com os colegas Ricardo Campos e Ana Saladrigas. Acrescento o facto de muitas vezes a ansiedade que vamos adquirindo em determinados aspetos da nossa vida pode estar associadas a situações difíceis do passado que ficam armazenadas no nosso inconsciente e interferem na nossa vida, quer tenhamos consciência delas ou não. A terapia EMDR (Eye movement desensitization reprocessing) pode ajudar nesse sentido. Ao dispor

Concordo com os colegas e acrescento que além da psicoterapia a hipnoterapia também pode ajudar.

Concordo com colegas.
Considero que o ter identificado a situação já é muito importante. O passo seguinte é permitir-se e dar-se a oportunidade de fazer a caminhada dentro de si. Há diversas abordagens psicológicas que a podem ajudar neste processo. Eu utilizo uma abordagem psicológica e psicoterpêutica integrada, com ferramentas diversificadas, com base em psicodinâmica, abordagens sistémicas e familiares, cognitivo-comportamentais, terapia centrada nas soluções, EMDR, hipnose clínica, mindfullness, etc...

Nada melhor quefazer psicoterapia aonde irá ganhar as competências necessárias para a perca desses medos
Porque não marcar uma consulta ?

Sem desvalorizar os seus receios e de acordo com a Dra Tânia, tb trabalho segundo o Modelo Integrativo. Que me parece o mais adequado para lhe restituir a qualidade de vida que deseja.

Parabéns pela coragem de se expor. Faça as suas investigações e sinta-se à vontade para iniciar uma jornada psicoterapêutica para trabalhar o seu valor e gradativamente eliminar a ansiedade.

Sinta-se, também, à vontade para me colocar questões em privado.
Bjs

Olá, deve fazer Psicoterapia psicanalitica, ou até mesmo Psicanalise pois esse receio de falar com os outros de interacção social deve-se há sua insegurança, e a psicoterapia irá ajudar a conquistar a sua segurança, auto-estima, valor pessoal e muito mais, pois quando mais conhecer de si mesma mais liberdade interna irá conquistar.

Não conseguiu encontrar a resposta que procurava? Faça outra pergunta!

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anónima.
  • Faça uma pergunta médica clara e seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um médico específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico ou serviço de urgências.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade médica dos médicos a quem quer fazer perguntas
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.