Há anos foi-me diagnosticada a doença bipolar.
A minha pergunta é se a doença bipolar oscila entre dois polos (depressão e euforia) como é que eu não tenho euforia há mais de 15 anos?
(Estou medicada com Priadel, Risperidona e Fluoxetina)
É possível que não haja necessidade de mudar esta medicação?
Dr. Jorge Mota
Dr. Jorge Mota
Psiquiatra
A doença bipolar é caracterizada pela presença, ao longo da doença, das duas fases da mesma: euforia e depressão. Isso não quer dizer que as fases obrigatoriamente alternem entre si, ou seja obrigatório que se repitam. Muitas doenças bipolares só apresentam uma fase de euforia após anos de fases depressivas, noutros casos a fase maníaca é a primeira a surgir. Contudo, já foi regra (eg. DSM-IIIR) que a fase de euforia poderia não ser classificada como parte de uma doença bipolar se fosse considerada resultado da medicação antidepressiva.
É possível que a medicação que faz tenha sido fundamental para que nunca mais tenha tido nenhuma fase de euforia; alterar essa medicação sem conselho médico, é uma má opção.

Prof. Doutor Jorge Mota Pereira
Prof. Doutor Jorge Mota Pereira
Psicólogo, Psiquiatra
Porto
Basta haver um período eufórico puro para o paciente ser diagnosticado com doença bipolar, independentemente de vir a ter novos episódios eufóricos ou depressivos.É aconselhável não alterar a medicação e ter consultas de manutenção no psiquiatra assistente para ir revendo essa medicação, fazer análises para verificar se a medicação não está a ser tóxica ou se está a prejudicar o organismo.

Dr. João Parente
Dr. João Parente
Psicólogo, Psiquiatra
Cascais
Além de que um episódio eufórico pode ser suficiente para o diagnóstico duma Doença Bipolar, sabe-se hoje em dia que existem formas de Doença Bipolar nas quais não existem períodos de Mania (euforia) ou Hipomania (expansividade do humor) e que cursam com episódios mistos recorrentes, ou seja, episódios em que coexistem sintomas maníacos e depressivos.
Assim, a ausência de episódios de euforia não exclui necessariamente o diagnóstico de Doença Bipolar.

Um episódio maníaco pode não se caracterizar apenas por euforia, mas por um aumento excessivo da energia, apesar da falta de sono

Dra. Ana Paula Ramalho
Dra. Ana Paula Ramalho
Psicólogo
Lisboa
É aconselhável rever uma medicação tão prolongada, sim. Pelo que aconselho fale com o seu psiquiatra. Todavia, e porque a doença bipolar tem um componente psíquico subjacente, aconselho igualmente que procure um tratamento psicoterapêutico.

Especialistas em Transtorno Bipolar

Adoindo Pimentel

Adoindo Pimentel

Psiquiatra

Adrián Gramary Cancelas

Adrián Gramary Cancelas

Psiquiatra

Fânzeres

Adriana M Horta

Adriana M Horta

Psiquiatra

Vila Nova de Gaia

Adriano S Vaz Serra

Adriano S Vaz Serra

Psiquiatra

Coimbra

Agnelo Marques Silva

Agnelo Marques Silva

Psiquiatra

Águeda

Alberto C F Gomes Santos

Alberto C F Gomes Santos

Psiquiatra

Porto

Related questions

Tem perguntas?

Os nossos peritos responderam a 12 perguntas sobre Transtorno Bipolar

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anónima.
  • Faça uma pergunta médica clara e seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um médico específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico ou serviço de urgências.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.