Bom dia, Tenho 53 anos, e tenho vindo a sofrer de disfunção erectil desde há uns 2 anos. Os urolog

2 respostas
Bom dia,
Tenho 53 anos, e tenho vindo a sofrer de disfunção erectil desde há uns 2 anos.
Os urologistas não sabem porquê, uma vez que tenho as análises hormonais todas bem, doppler ok, etc.
Penso que a medicação que tomo para ansiedade e depressão pode ser uma possível causa.
Tomo clonazepam: 0,5mg de manhã + 0,5mg ao almoço e quando necessário mais 0,5mg ao jantar (será uma dose alta? eu já tinha a disfunção antes do clonazepan)
Tomo ainda Agomelatina 25mg/ dia (meu psiquiatra retirou a paroxetina e trocou por este, precisamente para tentar resolver o problema)
e ainda a Lamotrigina (100mg de manhã + 100mg de tarde)
Algum destes medicamentos pode ser uma causa provável ?
Nota:
Tomo também medicamento para descer o colesterol ....e...sou fumador.
Obrigado
O clonazepam e a agomelatina não têm efeitos secundários sexuais. No caso da lamotrigina, este pode provocar alguma redução do desejo e mesmo disfunção erétil quando tomado durante longos períodos mas são casos raros e geralmente ligeiros.
A paroxetina, de facto, tem efeitos secundários marcados de ordem sexual. No homem pode provocar diminuição do desejo sexual e atraso na ejaculação. Daí a opção do seu psiquiatra em retirá-lo.
Como o que refere é mesmo disfunção erétil, a causa mais provável é a aterosclerose provocada pelos níveis elevados de colesterol e tabagismo. Nesse caso o tratamento de primeira linha é com inibidores da fosfodiesterase 5 como o sildenafil ou o tadalafil.

Olá, quase todos estes medicamentos podem dar disfunção eréctil, ou isolados ou em conjunção uns com os outros. Além disso existem disfunções eréteis ligas a psicogenia e, portanto, deverá modificar essa medicação com um psiquiatra ou falar com um psicólogo credenciado

Não conseguiu encontrar a resposta que procurava? Faça outra pergunta!

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anónima.
  • Faça uma pergunta médica clara e seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um médico específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico ou serviço de urgências.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos nem pedidos de segunda opinião.

Escolha a especialidade médica dos médicos a quem quer fazer perguntas
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.