Consultório

Rua do Bom Jesus, n24, 2º andar, sala H, Funchal
Consultório de Psicologia (mapa)

Nessa morada não é possível marcar consulta online

Pedir calendário de consultas
Dinheiro

Experiência

Sobre mim

Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde, Técnica especialista em violência sexual contra crianças e jovens pela rede CARE da APAV


Serviços e preços

Check-up de saúde mental


Rua do Bom Jesus, n24, 2º andar, sala H, Funchal

Preço não relatado

Consultório de Psicologia


Consulta online de Psicologia


Rua do Bom Jesus, n24, 2º andar, sala H, Funchal

Preço não relatado

Consultório de Psicologia

Opiniões

Sem opiniões de pacientes

Este especialista não tem nenhuma opinião dos pacientes da Doctoralia. Seja o primeiro em deixar uma!

Poste a sua opinião

Dúvidas solucionadas

1 dúvidas de pacientes solucionadas na Doctoralia


  • Pergunta sobre Primeira consulta Psicologia

    Preciso muito de um conselho seu!
    Boa tarde,
    Tenho 30 anos e apesar de eu nunca ter tido namorado e de eu ser ainda virgem, uma coisa quero e tenho acerteza absoluta, quando eu tiver um futuro namorado vou querer usar com ele vários tipos de brinquedos de sexo, principalmente vibradores, dildos e mini-vibradores que estimulam o clitóris e o ponto g da mulher.
    Vir a usar vibradores com o meu futuro namorado é uma coisa que eu desejo muito, mas o problema é que quando chegar a este momento vou ter receio e vergonha de dizer e pedir essas fantasias com o meu futuro namorado, pois tenho muito medo de vir assustá-lo com isso, que ele vaia pensar mal de mim e vaia pensar que eu seja alguma tarada e de que ele nao vaia reagir bem, quanto ao assunto de eu vir querer a usar vibradores com ele.
    Perante a esta futura situaçao, quando chegar a este momento, o que deverei fazer?
    Independentemente de qual for a reaçao dele, será que eu deverei abrir-me totalmente com ele e revelar-lhe todas as minhas fantasias sexuais para com ele?

    É muito comum haver muitos desejos, expectativas para a construção de um casal e da sua relação sexual. No entanto, como deve entender, cada ser é único e especial e todos carregam esses mesmos desejos e expectativas e podem divergir em grande escala ou em pequenos detalhes/pormenores. Assim, o melhor é sempre escolher o diálogo como canal privilegiado para este tipo de questões. Quanto mais se conhecerem mais fácil será encontrar uma experiência agradável para os dois.

    Dra. Isabel Teixeira

Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.

Experiência

Sobre mim

Mestre em Psicologia Clínica e da Saúde, Técnica especialista em violência sexual contra crianças e jovens pela rede CARE da APAV


Especializações

  • Psicologia Clínica e da Saúde

Pesquisas relacionadas