Cristina Marreiros da Cunha

Cristina Marreiros da Cunha

Psicóloga

Experiência em: Psicoterapia, Aconselhamento e Orientação aos Pais, Depressão, Perturbação de Relacionamentos Conjugais ou Sexuais

Consultório

1
2
3

Opiniões sobre Cristina Marreiros da Cunha

5

Baseado em 1 opinião

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Cristina Marreiros da Cunha?

Opinar

O melhor: "Do atendimento."

Poderia melhorar: "A localização, ser mais perto da estação."

Motivo da visita: Psicologia

Paciente que marcou consulta com Cristina Marreiros da Cunha

Experiência

Formação

  • Estudos Superiores Grogorianos - Direcção CoralEscola Superior de Música de Lisboa1987
  • Licenciatura em Ciencias SociaisUniversidade Aberta2004
  • Licenciatua em Psicologia Clínica, cognitiva comportamental e sistémicaFPCE (Universidade de Lisboa)2007

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês
  • Francês

Serviços

  • Preço
    Preços aproximados para pacientes particulares (sem plano de saúde).
    Dados fornecidos em: julho 2017
  • Primeira consulta Psicologia Detalhe A partir de 60 €
    • Akademia do Ser - Rua Lino de Assunção, nº24, Paço de Arcos, Oeiras A partir de 60 €
    • Centro Clínico Da "associação Humanitária Amadeu Duarte" Bombeiros Voluntários Da Parede A partir de 60 €
    • Sensiis Cascais A partir de 60 €
  • Retorno de consultas Psicologia Detalhe A partir de 50 €
    • Akademia do Ser - Rua Lino de Assunção, nº24, Paço de Arcos, Oeiras A partir de 50 €
    • Centro Clínico Da "associação Humanitária Amadeu Duarte" Bombeiros Voluntários Da Parede A partir de 50 €
    • Sensiis Cascais A partir de 50 €
  • Psicoterapia Detalhe A partir de 50 €
    • Akademia do Ser - Rua Lino de Assunção, nº24, Paço de Arcos, Oeiras A partir de 50 €
    • Centro Clínico Da "associação Humanitária Amadeu Duarte" Bombeiros Voluntários Da Parede A partir de 50 €
    • Sensiis Cascais A partir de 50 €
  • Terapia cognitivo - comportamental Detalhe A partir de 50 €
    • Akademia do Ser - Rua Lino de Assunção, nº24, Paço de Arcos, Oeiras A partir de 50 €
    • Centro Clínico Da "associação Humanitária Amadeu Duarte" Bombeiros Voluntários Da Parede A partir de 50 €
    • Sensiis Cascais A partir de 50 €
  • Terapia de Casal Detalhe A partir de 75 €
    • Akademia do Ser - Rua Lino de Assunção, nº24, Paço de Arcos, Oeiras A partir de 75 €
    • Centro Clínico Da "associação Humanitária Amadeu Duarte" Bombeiros Voluntários Da Parede A partir de 75 €
    • Sensiis Cascais A partir de 75 €

Respostas de Cristina Marreiros da Cunha

34 Respostas

88 Especialistas de acordo

15 Pacientes agradecidos

Cristina Marreiros da Cunha está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças ou exames médicos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Com os dados que refere é impossível, perceber o que se passa. Quando refere muito tempo, é algo que surgiu na infância ou apenas mais recentemente? Ele já tem um diagnóstico? De facto, ele pode achar que não está doente e nem todas as pessoas que consultam psicólogos e exibem comportamentos desregulados estão doentes. Talvez a abordagem deva ser, se ele não pensa que falar com alguém o poderia ajudar a perceber-se melhor e a exteriorizar algum mal-estar que o acompanha. Isto não invalida que de facto possa necessitar de alguma medicação, mas a adesão do paciente é fundamental e serão os profissionais a entrar nesse assunto e não a família. A família só pode ajudar sendo, coerente, estabelecendo alguns limites e remetendo para o próprio a decisão de pedir ou não ajuda. Em caso de maior gravidade dos comportamentos, podem considerar a hipóteses de internamento compulsivo, mas esse é um processo duro e nem sempre fácil, se os comportamentos não forem um risco real e visível.

Cristina Marreiros da Cunha

Cristina Marreiros da Cunha

Psicóloga

Paço de Arcos

As pessoas que são consideradas borderline não são apenas por esse motivo internadas. As pessoas com ideação e comportamento suicida podem sê-lo se estiverem em perigo efectivo e não houver outra forma de as ter sob vigilância. O próprio psicoterapeuta ou psiquiatra deve ter a noção do estado do paciente e recomendar o internamento, se considerar o mais adequado no momento.
Tenho sempre algumas reservas sobre quem intitula uma intervenção psicológica ou psicoterapêutica de "Tratamento Mental", se é que é a isso que se refere quando fala de mbt.
A toma de medicação deve ser feita sob vigilância, pois pode, nalguns casos, facilitar a passagem ao acto.

Cristina Marreiros da Cunha

Cristina Marreiros da Cunha

Psicóloga

Paço de Arcos

Se já recorreu a vários médicos e eles são da opinião que não se trata de nenhum problema físico, se não está a fazer medicação que os médicos considerem que possa estar a perturbar a função erectil, então é provável que ela esteja associada a causas psicológicas. A melhor forma será consultar um psicoterapeuta ou psicólogo clínico com formação em sexologia clínica para juntos analisarem o problema. O seu corpo está a responder a receios/ preocupações/ cansaço/ ..., que não estão a ter a sua devida atenção.

Cristina Marreiros da Cunha

Cristina Marreiros da Cunha

Psicóloga

Paço de Arcos

Ver as 34 perguntas respondidas por Cristina Marreiros da Cunha

{0}{1}
Para um melhor serviço utilizamos cookies próprios e de terceiros. Ao continuar aceite nossa política de cookies. Mais info. X