O que fazer para me tratar de depressão há mais de vinte anos.?
A distimia (perturbação depressiva persistente) tem tratamento. Não é propriamente fácil, e poderá ter de recorrer a medicação. A psicoterapia cognitivo-comportamental é a abordagem mais indicada para este tipo de acompanhamento.

 João Lavrador Santo
João Lavrador Santo
Psicólogo
Leiria
Bom dia. A intervenção terapêutica deverá passar pela psicoterapia (tratamento psicológico) e, eventualmente, se for considerado necessário por si e por um médico psiquiatra, pode ser acompanhada por medicação. Porém, o plano terapêutico deve ser definido pelo psicólogo/psicoterapeuta que consultar após uma avaliação mais cuidada, adequada àquilo que o(a) tem afligido.

Dr. Gonçalo Neves
Dr. Gonçalo Neves
Psicólogo
Lisboa
Precisa de fazer uma Psicoterapia onde possa desenvolver uma relação com um técnico que realmente a oiça e se interesse pelas suas dificuldades, de modo a conseguir ajudá-la a sair da situação em que vive já há tantos anos.


Antes de mais, congratulo-o por este passo, ao colocar a questão é sinal de movimento e reconhecimento de uma necessidade.
A Depressão tem um grande impacto na vida das pessoas e seus familiares, podendo influenciar diferentes áreas da vida ( trabalho, relações com amigos, etc). A terapia cognitivo-comportamental pode ser uma escolha eficaz na intervenção em pacientes com depressão. O EMDR ( dessensibilização e reprocessamento de informação por movimentos bilaterais) tem sido bastante utilizado também no tratamento da depressão, com bons resultados.
Acima de tudo é importante sentir-se acolhido, escutado com o/a profissional de saúde que escolha para o auxiliar no processo.

Dra. Virgínia Antunes
Dra. Virgínia Antunes
Psicólogo, Terapeuta alternativo
Braga
Sendo a depressão uma condição médica muito séria, causa grande sofrimento para os doentes, provocando significativa perda de qualidade de vida. Considero que está a ser uma pessoa de muita coragem, ao colocar esta questão, demonstrando uma vontade enorme de mudança. Este é o primeiro passo para um plano terapêutico eficaz. Não hesite em contactar um psicólogo de modo a ajuda-la na próxima etapa,sendo importante analisar os seus sintomas de forma mais cuidada. A Terapia Cognitiva-Comportamental é a abordagem mais eficaz para este tipo de patologia.

 Helena Eirô Ferreira
Helena Eirô Ferreira
Psicólogo
Aveiro
Deverá procurar ajuda psicoterapeutica. Existem diferentes abordagens para o quadro clínico que apresenta, tem que perceber qual fará mais sentido para si. Tente perceber se se sente bem com o técnico que encontrar, se sente que vai ao seu encontro, ao encontro do seu sofrimento.

É muito importante que procure ajuda Psicoterapêutica. Um fundo depressivo prolongado ou uma depressão "mal curada" deverá estar a ter um impacto limitador na sua vida e esse quadro pode ser transformado. Não podemos mudar o passado mas pudemos compreender o passado, actuar no presente para melhorar a qualidade do seu futuro.

 Joana Machado Claro
Joana Machado Claro
Psicólogo
Seixal
Boa tarde.
Dependendo da situação poderá ser necessária a dupla psiquiatra/psicólogo de forma a que possa dissolver alguns sintomas com a medicação e fazer psicoterapia para procurar e trabalhar as causas da depressão.
Não desista, é um caminho difícil, mas com ajuda verá melhorias.

Especialistas em Avaliação Psicológica

Catarina I Bernardes Fonseca

Catarina I Bernardes Fonseca

Psicólogo

Santarém

Rita Maria Leitão Cunha Fernandes Vilar

Rita Maria Leitão Cunha Fernandes Vilar

Dentista, Psicólogo

Guarda

Gad - Gabinete de Apoio à Dislexia

Gad - Gabinete de Apoio à Dislexia

Psicólogo, Terapeuta da fala

Patrícia Segurado Nunes

Patrícia Segurado Nunes

Psicólogo

Portimão

Catalim A.

Catalim A.

Psicólogo

Lisboa

Joana A. Alves Rosa

Joana A. Alves Rosa

Psicólogo

Rabo de Peixe

Related questions

Tem perguntas?

Os nossos peritos responderam a 22 perguntas sobre Avaliação Psicológica

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anónima.
  • Faça uma pergunta médica clara e seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um médico específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico ou serviço de urgências.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.