Como tratar a timidez quando se é tímido até para tratá-la com um psicólogo?

11 respostas
Como tratar a timidez quando se é tímido até para tratá-la com um psicólogo?
Boa tarde! Já deu o primeiro passo... Aproveite esta ocasião e faça uma video consulta. Consegue manter-se na tranquilidade do seu espaço e a exposição não é tão direta. Ânimo!
Convidamo-lo para uma consulta: Consulta online - 50 €
Pode agendar uma visita através do site Doctoralia, clicando no botão "Marcar uma visita".
Mais de uma vez as pessoas, sobretudo jovens, perguntaram-me até que ponto a timidez pode ser considerada “normal”.
A timidez pode ser considerada “normal” até o ponto em que não é frequente, intensa e duradoura o suficiente para:
(a) fazer com que o indivíduo perca o controle emocional em situações sociais;
(b) levá-lo a evitar tais situações sempre e a todo custo;
(c) acarretar prejuízos significativos aos relacionamentos afetivos e/ou profissionais.
Quando a timidez se torna patológica e, dependendo do caso, pode ser diagnosticada a ansiedade social. Essa perturbação faz com que a pessoa evite a maior parte das situações que exijam exposição social: comer em restaurantes, usar casas de banho públicas, frequentar praias e piscinas, etc. A simples iminência de ser submetida a tais situações faz com que o indivíduo apresente sintomas como tremores intensos, sudorese, taquicardia, náuseas, formigamentos, desconforto abdominal, dentre outros.
Nesses casos, a ajuda de um profissional se faz necessária, pois os prejuízos trazidos pelo quadro são avassaladores. Dentre eles podemos citar:
- a falta de habilidade para fazer amigos, acarretando um círculo social extremamente reduzido;
- o pouco traquejo para encontrar parceiros amorosos;
- dificuldade em apresentar seminários no colégio ou universidade;
- incapacidade de apresentar opiniões ou sugestões em reuniões de trabalho.
Muitos, como se não bastasse o sofrimento desencadeado por tais situações, envergonham-se por não conseguirem, sozinhos, vencer a fobia social, o que faz com que adiem a busca por ajuda especializada.
Nesse sentido, se julgar que a sua timidez ultrapassa a formalidade, é fundamental buscar ajuda profissional.
Olá, a timidiz quando é excesiva e duradoura intrefere com a vida da própria pessoa, pois deixa-se de fazer muita coisa e as que não se pode deixar de fazer tornam-se um sacrifício. A timidez está relacionada com a insegurança que sente em si, dai que a única forma de ultrapassar a timidez é resolver e trabalhar a sua auto-confiança, auto-estima, amor próprio, a valorização pessoal, etc. Comece um processo Psicanalítico e cuide de si.
Bom dia, o momento torna-se mais claro quando a tímidas passa a ser motivo de sofrimento interior e é impactante de modo negativo no seu funcionamento habitual, com os outros, o seu trabalho, etc. Nesse momento, já náo deverá esperar mais por pedir ajuda. Neste momento pode como sempre recorrer a ajuda ainda que por videochamada.
A timidez tem quase sempre a ver com suas inseguranças
Procure apoio psicológico poderá ser um caminho.
Faço video chamadas
Ou seja consultas online
Ao seu dispor
Bom dia A timidez não é, seguramente, uma disfunção psicológica. Se assim fosse a maioria das pessoas sofreria dela. Por isso, no que toca a este aspecto pode estar descansada.Relativamente ao modo de ultrapassar o problema, há múltiplas formas de psicoterapia que irão, certamente, ajudar. No entanto e porque a situação lhe causa, evidentes, constrangimentos iria sugerir um processo psicoterapêutico breve e incisivo que irá reduzir a intensidade da sua timidez. Não lhe posso nem devo mentir, dizendo que ela vai desaparecer completamente porque, na realidade, todos nós temos algum grau de timidez. Dado o estado actual da situação desagradável que vivemos, sugeria (para já) a teleconsulta porque não há tempo a perder. Se lhe puder ser útil e apesar da minha consulta ser no Hosp.da Cruz Vermelha, estou em casa fazendo teleconsulta. Abraço.
Bom dia!
Esse é o primeiro passo para o sucesso, o reconhecimento!
A timidez prolongada pode interferir com toda a sua vida e bloquear os seus projetos. Pode perfeitamente recorrer a um psicólogo para o ajudar a encontrar o caminho.
Neste tempo de pandemia, pode sempre fazer uma video chamada, o que o deixará mais confortável para iniciar o tratamento.
O que precisar disponha e muita força.
Uma boa estratégia para vencer dificuldades é expondo-se a elas. De alguma forma, já o fizeste a perguntar por isso. Uma outra técnica comportamental que pode ser utilizada por exemplo para começar o tratamento com o psicólogo é iniciar consultar por vídeo chamada que podem ser combinadas com o psicólogo que escolher e pensarem juntos em estratégias que te deixem mais a vontade no momento da consulta. Apesar da timidez não ser uma disfunção psicológica, ela pode te causar imensos problemas no relacionamento com as pessoas. Assim, aconselho que procure alguém que possa trabalhar técnicas de assertividade e habilidades sociais. Boa sorte!
Bom dia,

Como em todos os motivos que levam uma pessoa a procurar ajuda psicológica é importante avaliar até que ponto é que a referida timidez é disfuncional. Em psicopatologia não é uma questão de é ou não é, no sentido de preto no branco, mas sim é uma questão de contínuo. Todos nós somos mais ou menos tímidos. Antes de qualquer intervenção é necessário avaliar este aspeto (por exemplo, a pessoa apenas sente desconforto em falar em público ou sente-se tão envergonhada de falar em público que é incapaz de apresentar trabalhos orais e acaba por reprovar às disciplinas). Uma vez avaliado o estado clínico por um psicólogo com a formação em intervenções cognitivo-comportamentais (que é o meu caso) este irá guiar o doente no sentido de desafiar as suas crenças/pensamentos (por exemplo será que aquilo que a minha cabeça me diz que é se corar na apresentação todos vão achar que não sei o que estou a apresentar e julgar-me negativamente é assim tão verdadeiro? e se for? que mal é que isso tem? em que é que me prejudica? o que diz sobre a pessoa que sou?). Para além deste tipo de intervenção outro foco do tratamento é auxiliar o doente em focar-se noutras coisas (como por exemplo procurar uma pessoa da plateia com um ar simpático e focar-se nisso, em vez de se focar nos pensamentos catastróficos e negativos). Não obstante, é recomendado auxiliar o doente a relaxar e a respirar corretamente, como forma de intervenção na componente fisiológica da perturbação. Conforme as idiossincrasias (particularidades) do caso é possível que surjam outras estratégias. Fui talvez um pouco exaustiva no meu comentário, mas tal não significa que se deva ficar apenas por esta explicação. Quando uma pessoa sofre de ansiedade social (que é a designação que nós psicólogos damos à "timidez exagerada") é essencial procurar ajuda de um psicólogo, pois uma coisa é ler e outra é interiorizar e alterar pensamentos e comportamentos enraizados. Para qualquer esclarecimento adicional estou à disposição através da página de facebook Consultório de Psicologia Tânia Reis.
Olá …. Sim a timidez pode tratar-se com um psicólogo! Com recurso a uma anamnese estruturada, onde vai ser analisado as várias tendências de carater em conjugação com o tipo de personalidade, numa investigação da vivencia desde a sua infância até aos dias atuais, onde será feito o levantamento das feridas emocionais e os traumas que estejam por detrás da sua timidez.
Se a timidez for muito " limitante" ao ponto de fazer evitamentos, não aceitar desafios para si importantes e se for causadora de sofrimento psicológico significativo no modo de pensar, sentir e agir deverá recorrer a uma psicoterapia.Embora a própria psicoterapia seja, de facto, uma exposição é um passo muito importante e seguramente que será realizada da forma mais suave eficaz possível com o mínimo de desconforto possível.
Como especialistas em saúde mental estamos habituados a lidar com cuidado e sensibilidade com as características de personalidade do paciente minimizando o desconforto. A hipnoterapia também poderá ajudar a acelerar os resultados da própria psicoterapia

Especialistas

Patrícia Segurado Nunes

Patrícia Segurado Nunes

Psicólogo

Portimão

Daniel Accoto Martins

Daniel Accoto Martins

Psicólogo

Fátima

Alexandre Almeida

Alexandre Almeida

Psicólogo

Ermesinde

Vera Almeida

Vera Almeida

Psicólogo

Porto

Adoindo Pimentel

Adoindo Pimentel

Psiquiatra

Adrián Gramary Cancelas

Adrián Gramary Cancelas

Psiquiatra

Fânzeres

Perguntas relacionadas

Tem perguntas?

Os nossos peritos responderam a 139 perguntas sobre Transtornos Da Ansiedade
  • A sua pergunta será publicada de forma anónima.
  • Faça uma pergunta médica clara e seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um médico específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico ou serviço de urgências.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos nem pedidos de segunda opinião.
  • Por uma questão de saúde, quantidades e doses de medicamentos não serão publicadas.

Este valor é muito reduzido. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.


Escolha a especialidade dos médicos a quem quer fazer perguntas
Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.