Quando uma pessoa se enerva com tudo e chora e caso de psicólogo? E sente dores de cabeça frequentes ?
Bom dia! Se os sintomas e os comportamentos geram mal-estar significativo e se são recorrentes, deve procurar ajuda profissional. O especialista avaliará o seu caso e ajudá-lo-á ou ajudá-la-á a encontrar as melhores respostas para si. Não adie! Dê o primeiro passo. Ao dispor.

Dra. Ana Paula Ramalho
Dra. Ana Paula Ramalho
Psicólogo
Lisboa
Pela sua descrição, tudo indica serem sintomas do domínio psíquico. Penso que faria bem consultar um psicólogo clínico.

Se juntarmos todos os sintomas tem de se avaliar melhor com eventuais exames complementares. Somente depois de uma hipótese diagnóstica bem formulada e fundamentada se puderá afirmar se são de origem psíquica ou psiquiátrica. Procure antes de tudo um bom profissional médico. terei todo o prazer de o entrevistar e avaliar a sua situação psicopatológica

 Anelise H MONDARDO
Anelise H MONDARDO
Psicólogo
Lisboa
O corpo dá sinais que se puderem ser ouvidos e compreendidos proporciona-nos descobrir algo não só relativo ás dores físicas mas principalmente em relação às dores da alma. O corpo dá-nos a chance de, fazendo uma decodificação, revisarmos algum aspecto do nosso estilo de vida, das nossas relações profissionais e afetivas. Enfim, atender e entender estes sinais é o que permite tomar ações e decisões mais assertivas.

 Patrícia Fonseca
Patrícia Fonseca
Psicólogo
Oliveira de Azeméis
Bom dia,

É importante pensar como se sente a maioria dos dias e desde quando é que se sente dessa forma. Depois refletir até que ponto esse desconforto interfere na sua vida! Em todo o caso a ajuda profissional revela-se bastante benéfica no sentido de ajudar a esclarecer esses sintomas e procurar, com ajuda do psicólogo, estratégias mais adaptativas para superar essa fase da vida.

Boa tarde, chorar é uma forma de expressão emocional. Chorar após um pico emocional, poderá ser normal. Se este chorar for experienciado "em demasia" e prejudicarem o normal decorrer da sua vida, poderá ser a expressão de conflitos internos.
Se lhe fizer sentido, procure uma ajuda.
Cumprimentos,

Exteriorizar o que trazemos dentro traz alívio.Tudo depende de quando e como o fazemos. Ao dispor.

 ScaleUp Care
ScaleUp Care
Psicólogo
Porto
Se lhe provoca sofrimento psicológico, poderá beneficiar da ajuda de um/a psicólogo/a. No entanto, é importante consultar o seu médico de família primeiro para perceber se há alguma condição médica que possa suscitar esses sintomas.

Dr. Israel Guimarães
Dr. Israel Guimarães
Psicólogo
Braga
Procure um bom profissional de clinica geral que possa fazer uma avaliação séria e desenhar uma intervenção adequada ou que o encaminhe para outro profissional caso considere adequado.
Bem haja

Especialistas em Transtornos Da Ansiedade

Adoindo Pimentel

Adoindo Pimentel

Psiquiatra

Adrián Gramary Cancelas

Adrián Gramary Cancelas

Psiquiatra

Fânzeres

Adriana M Horta

Adriana M Horta

Psiquiatra

Vila Nova de Gaia

Adriano S Vaz Serra

Adriano S Vaz Serra

Psiquiatra

Coimbra

Agnelo Marques Silva

Agnelo Marques Silva

Psiquiatra

Águeda

Alberto C F Gomes Santos

Alberto C F Gomes Santos

Psiquiatra

Porto

content.questions.show.related_questions

Tem perguntas?

Os nossos peritos responderam a 77 perguntas sobre Transtornos Da Ansiedade

Este valor é muito curto. Deveria ter __LIMIT__ caracteres ou mais.

  • A sua pergunta será publicada de forma anónima.
  • Faça uma pergunta médica clara e seja breve.
  • A pergunta será enviada para todos os especialistas que utilizam este site e não para um médico específico.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional de saúde. Se tiver algum problema ou urgência, dirija-se ao seu médico ou serviço de urgências.
  • Não são permitidas perguntas sobre casos específicos nem pedidos de segunda opinião.

Iremos utilizá-lo para o notificar sobre a resposta, que não será publicada online.
Todos os conteúdos publicados no Doctoralia.com.pt, principalmente perguntas e respostas na área da medicina, têm caráter meramente informativo e não devem ser, em nenhuma circunstância, considerados como substitutos de aconselhamento médico.