Dra. Marta Monção

Dra. Marta Monção

Psicóloga

Experiência em: Psicologia Clínica e da Saúde, Terapia de Casal, Transtornos em Crianças e Adolescentes, Psicoterapia

Consultório

1

Opiniões sobre Dra. Marta Monção

5

Baseado em 4 opiniões

Pontualidade

Atenção

Instalações

Você foi atendido/a por Dra. Marta Monção?

Opinar

O melhor: "Uma excelente profissional. Muito querida e atenciosa com os seus pacientes."

Paciente que marcou consulta com Dra. Marta Monção em Cligenus

O melhor: "A Dra é um ser humano 5 estrelas"

Paciente que marcou consulta com Dra. Marta Monção

O melhor: "Do profissionalismo"

Poderia melhorar: "0"

Vanessa S. marcou consulta com Dra. Marta Monção

O melhor: "Tudo."

Motivo da visita: Psicoterapia

Paciente que marcou consulta com Dra. Marta Monção

Experiência

Formação

  • Psicóloga ForenseUlht - Universidade Lusófona de Hunanidades e Tecnologias de Lisboa 2004
  • Psicóloga Clínica INUAF- Instituto Superior Dom Afonso III2011
  • Neuropsicóloga Isabel Vicente Unipessoal 2016

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês
  • Francês
  • Espanhol

Serviços

  • Primeira consulta Psicologia
  • Retorno de consultas Psicologia
  • Avaliação Psicológica
  • Coaching Psicológico
  • Consulta psicológica da criança
  • Consulta psicológica para adultos
  • Life Coaching
  • Psicoterapia
  • Reabilitação neuropsicológica
  • Terapia cognitivo - comportamental
  • Terapia de Casal

Respostas de Dra. Marta Monção

3 Respostas

3 Especialistas de acordo

1 Pacientes agradecidos

Dra. Marta Monção está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças ou exames médicos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Concordo com o Dr Diogo Telles. A Psicoterapia Cognitivo - Comportamental penso ser o mais eficaz no momento, até porque se já se encontra de baixa por temáticas de pânico e ansiedade estas deveriam ser trabalhadas quanto antes, pois poderão encontrar -se diretamente ligadas ao distúrbio alimentar, logo ter de solucionar atempadamente de modo a não agravar qualquer dos transtornos.

Dra. Marta Monção

Dra. Marta Monção

Psicóloga

Portimão

Compreendo a sintomatologia e as questões emocionais inerentes , seria relevante procurar ajuda de componente psicoterapêutica. Pois seria fulcral no momento em questão ter algum apoio de modo a perceber e trabalhar as origens de toda a temática , bem como ponderar estratégias que possibilitem uma maior qualidade de vida. O sentimento de compreensão e apoio, bem como um trabalho conjunto para o mesmo objetivo seria algo a ter em consideração.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo
Dra. Marta Monção

Dra. Marta Monção

Psicóloga

Portimão

Bom dia, o ideal seria acompanhar a medicação de uma terapia cognitivo-comportamental de modo a que se consigam solucionar as temáticas de carácter ansioso e depressivo, e progressivamente abdicar da medicação. Pois apenas com os fármacos esse tipo de sintomatologia não será possivelmente solucionado de forma definitiva dada a importância e respetiva força da componente psicológica na nossa vida. E muito importante de ter em consideração dado desejo de engravidar e a medicação em questão.

Dra. Marta Monção

Dra. Marta Monção

Psicóloga

Portimão

{0}{1}
Para um melhor serviço utilizamos cookies próprios e de terceiros. Ao continuar aceite nossa política de cookies. Mais info. X