Transtornos Da Ansiedade - Informação, especialistas, perguntas frequentes.

Tudo sobre Transtornos Da Ansiedade

Os especialistas falam sobre a Transtornos Da Ansiedade

Os transtornos da ansiedade(perturbação de pânico; perturbação de ansiedade generalizada, transtorno obsessivo-compulsivo,entre outros) constituem o principal motivo pelo qual os pacientes solicitam os meus serviços. O tratamento que proponho baseia-se num modelo consolidado(terapia cognitivo comportamental) e cuja validade é comprovada por inúmeros estudos científicos. A minha intervenção que tende a ser o mais breve possível(na maioria dos casos é possível observar resultados claros após 2 a 3 consultas)visa dotar o paciente de recursos para fazer face não só à situação concreta que motivou o pedido de ajuda mas também a outras que possam eventualmente vir a surgir.
Dr. Jorge Veloso
Dr. Jorge Veloso Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

|

Porto

A Ansiedade é um estado físico e mental que deriva objectivamente de uma emoção primária: o medo. Este estado de medo gera preocupações recorrentes e excessivas sobre diversos aspectos da vida que nos esgotam as energias e consomem boa parte do nosso tempo e qualidade de vida. Por norma as queixas que trazem os clientes aos consultórios (depois de esgotarem outras possibilidades de resolverem o problema) são as queixas físicas, tais como, a fadiga, os afrontamentos, suores e arrepios, as mãos húmidas, a boca seca, as tonturas, etc.O método de tratamento mais eficaz é o o que integra a vertente farmacológica (alguns casos) e a intervenção psicoterapêutica com um psicólogo experiente.
Dra. Edijane Costa
Dra. Edijane Costa Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

|

Porto

A ansiedade é um mecanismo adaptativo e todos precisamos dela. Costumo dizer que "é o sinal de alarme do nosso organismo". É ela que nos diz se estamos em perigo e devemos defender-nos ou fugir. Contudo, se até certo ponto é adaptativa, a partir de determinado limite passa a ser patológica e a interferir significativamente no nosso dia-a-dia, condicionando a nossa forma de agir e de nos relacionarmos, impedindo que façamos coisas que até então fazíamos. Incluimos nas perturbações de ansiedade: - Perturbação de pânico; - Agorafobia; - Fobias específicas; - Perturbação obsessivo-compulsiva; - Perturbação de ansiedade generalizada
Dra. Catarina Lucas
Dra. Catarina Lucas Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

|

Lisboa

A ansiedade é conhecida como aquela coisa que surge quando menos esperamos e que nos coloca com o coração acelerado e num estado de aflição quase inexplicável. Tendo como pano de fundo o medo, seja no regresso de problemas passados, seja o medo no futuro, em que a insegurança ataca e fragiliza. Abundante nos dias de hoje, afeta todos em diferentes escalas. O autoconhecimento, a hipnose e a meditação são muito benéficos para recuperar. Com base na Neurociência, utilizo um método eficaz e seguro.
Dra. Patrícia Gomes Moreira
Dra. Patrícia Gomes Moreira Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga, Terapeuta alternativa

|

Santa Maria da Feira

O Transtorno de Ansiedade Generalizada corresponde a um quadro onde os sentimentos de ansiedade, tensão e preocupação tomam proporções excessivas, e afetam o indivíduo continuamente, causando um intenso desgaste psíquico.
Dr. Tiago Pires da Silva
Dr. Tiago Pires da Silva Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicólogo

|

Seixal

Ver mais

Tem perguntas sobre Transtornos Da Ansiedade?

Nossos especialistas responderam 21 perguntas sobre Transtornos Da Ansiedade.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Estas são as mais populares:

Os ataques de pânico podem ter várias causas, sendo necessário descartar inicialmente causas organica (hipertiroidismos, hiperparatiroidismo, epilepsia, etc), após essa exclusão, está comprovado que psicofarmacologia tal como terapia cognitivo comportamentais têm excelentes respostas. A resposta vai depender do paciente (estrutura de personalidade e motivação) e da intensidade dos sintomas. Normalmente em 4-6 semanas no caso de psicofarmacologia (melhorias progressivas). A resposta à intervenção psicoterapeutica é um pouco mais lenta, mas há resultados após 4 semanas, com melhoria mais duradoura.

  • 5
  • 11
  • 5
Dr. Nuno Carrilho

Psiquiatra

Aveiro

A ansiedade é uma resposta normal e inata do nosso organismo. É um "botão de alame" que nos diz quando esamos em perigo e podemos fazer uma de duas coisas, lutar ou fugir da situação temida. O problema é quando este botão se ativa vezes de mais e em situações onde não há perigo nenhum, atingindo níveis desadequados de sofrimento. O botão estaria nestes casos "avariado". Daquilo que descreve, apesar de medicada, convém procurar a ajuda da psicoterapia, de modo a resolver os pensamentos que geram ansiedae, caso contrário, está a aliviar o sintoma mas não a causa.

  • 23
  • 43
  • 32
Dra. Catarina Lucas Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Lisboa

Marcar consulta

Se sente uma dor emocional insuportável ao ponto de pensar em suicídio, deve procurar ajuda psicológica. Se sentir que tem muitos sintomas físicos que o incapacitam de fazer a sua vida normal deve procurar um psiquiatra para o medicar e minimizar esses sintomas mas o mais importante é iniciar um tratamento psicoterapêutico para perceber a causa dessa ansiedade e a tratar de raíz, pois na maioria das vezes ela não faz sentido é irracional o que torna tudo mais difícil para quem a vive.

  • 27
  • 60
  • 8
Drª Sofia Laura Fonseca Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Viseu

Marcar consulta

Depende da medicação , mas a maioria sim . O indicado é uma associação de medicação e Psicoterapia , continuando a psicoterapia e progressivamente ir fazendo o desmame da medicação

  • 6
  • 4
  • 4
Prof. Doutora Rita Antunes Varela Bicha Castelo Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Lisboa

Marcar consulta

Ver as 21 perguntas sobre Transtornos Da Ansiedade

Para um melhor serviço utilizamos cookies próprios e de terceiros. Ao continuar aceite nossa política de cookies. Mais info. X