Há anos foi-me diagnosticada a doença bipolar. A minha pergunta é se a...

Basta haver um período eufórico puro para o paciente ser diagnosticado com doença bipolar, independentemente de vir a ter novos episódios eufóricos ou depressivos.É aconselhável não alterar a medicação e ter consultas de manutenção no psiquiatra assistente para ir revendo essa medicação, fazer análises para verificar se a medicação não está a ser tóxica ou se está a prejudicar o organismo.

Além de que um episódio eufórico pode ser suficiente para o diagnóstico duma Doença Bipolar, sabe-se hoje em dia que existem formas de Doença Bipolar nas quais não existem períodos de Mania (euforia) ou Hipomania (expansividade do humor) e que cursam com episódios mistos recorrentes, ou seja, episódios em que coexistem sintomas maníacos e depressivos.
Assim, a ausência de episódios de euforia não exclui necessariamente o diagnóstico de Doença Bipolar.

É aconselhável rever uma medicação tão prolongada, sim. Pelo que aconselho fale com o seu psiquiatra. Todavia, e porque a doença bipolar tem um componente psíquico subjacente, aconselho igualmente que procure um tratamento psicoterapêutico.

Um episódio maníaco pode não se caracterizar apenas por euforia, mas por um aumento excessivo da energia, apesar da falta de sono

A doença bipolar é caracterizada pela presença, ao longo da doença, das duas fases da mesma: euforia e depressão. Isso não quer dizer que as fases obrigatoriamente alternem entre si, ou seja obrigatório que se repitam. Muitas doenças bipolares só apresentam uma fase de euforia após anos de fases depressivas, noutros casos a fase maníaca é a primeira a surgir. Contudo, já foi regra (eg. DSM-IIIR) que a fase de euforia poderia não ser classificada como parte de uma doença bipolar se fosse considerada resultado da medicação antidepressiva.
É possível que a medicação que faz tenha sido fundamental para que nunca mais tenha tido nenhuma fase de euforia; alterar essa medicação sem conselho médico, é uma má opção.

Ver as 8 perguntas sobre Transtorno Bipolar

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Tem perguntas sobre Transtorno Bipolar?

Nossos especialistas responderam 8 perguntas sobre Transtorno Bipolar.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.
Para um melhor serviço utilizamos cookies próprios e de terceiros. Ao continuar aceite nossa política de cookies. Mais info. X