Perguntas sobre Disfunções Sexuais Psicogênicas

Tem perguntas sobre Disfunções Sexuais Psicogênicas?

Nossos especialistas responderam 2 perguntas sobre Disfunções Sexuais Psicogênicas.

Pergunte a milhares de especialistas de forma anônima e gratuita

  • A sua pergunta se publicará de forma anônima.
  • Faça uma pergunta concreta, mantenha o foco em uma pergunta médica.
  • Seja breve e conciso.
  • Este serviço não substitui uma consulta com um profissional da saúde. Se tiver algum problema ou urgência, vá ao médico ou ao pronto-socorro.
  • Não estará permitido obter segundas opiniões ou consultas sobre um caso em concreto.

Perguntas sobre Disfunções Sexuais Psicogênicas

2Perguntas

10Respostas

28Especialistas de acordo

7Pacientes agradecidos

Se já recorreu a vários médicos e eles são da opinião que não se trata de nenhum problema físico, se não está a fazer medicação que os médicos considerem que possa estar a perturbar a função erectil, então é provável que ela esteja associada a causas psicológicas. A melhor forma será consultar um psicoterapeuta ou psicólogo clínico com formação em sexologia clínica para juntos analisarem o problema. O seu corpo está a responder a receios/ preocupações/ cansaço/ ..., que não estão a ter a sua devida atenção.

  • 34
  • 89
  • 15
Cristina Marreiros da Cunha

Psicóloga

Paço de Arcos

Ver as 5 respostas

É importante, em 1˚ lugar perceber se a falta de apetite sexual sempre foi assim ou se é algo que mudou em sua vida. A partir disso é importante também perceber se há alguma causa fisiológica que possa estar a causar essa alteração e, nesse sentido, procurar um médico especialista é essencial. Se for averiguado que não há indício de alterações fisiológicas e trata-se, realmente, de uma condição psicogênica, é aconselhável que procure um psicólogo clínico especialista em sexologia.

  • 15
  • 32
  • 19
Leticia Leuze Machado Profissional Premium: Tem um perfil mais completo.

Psicóloga

Porto

Marcar consulta

Ver as 5 respostas

Perguntas relacionadas

Outras perguntas respondidas por especialistas da Doctoralia:

Para um melhor serviço utilizamos cookies próprios e de terceiros. Ao continuar aceite nossa política de cookies. Mais info. X