Dr. Juan Carlos Mellídez Barroso

Oncologista

Especialista em: Hospital-Dia, Cancerologia Clínica, Quimioterapia

Consultório

1
2

Opiniões sobre Dr. Juan Carlos Mellídez Barroso

Ainda não há comentários. Seja o primeiro a comentar Dr. Juan Carlos Mellídez Barroso

Experiência

Formação

  • LICENCIADO EN MEDICINAUNIVERSIDAD DE SALAMANCA1995
  • MASTER UNIVERSITARIO EM PATOLOGIA DA MAMA E SENOLOGIAUNIVERSIDAD DE BARCELONA2005
  • Especialista em Oncologia MédicaIPO Coimbra2005

Experiência em

Idiomas

  • Português
  • Inglês
  • Francês
  • Espanhol

Serviços

  • Primeira consulta Oncologia Médica

Respostas de Dr. Juan Carlos Mellídez Barroso

2 Respostas

5 Especialistas de acordo

0 Pacientes agradecidos

Dr. Juan Carlos Mellídez Barroso está respondendo perguntas que os usuários enviam à Doctoralia.
Descubra mais

As perguntas se enviam das páginas sobre doenças ou exames médicos.

Todos os especialistas da Doctoralia podem responder as perguntas que enviam os usuários.

Não é possível fazer uma pergunta a um médico em concreto.

Klatskin foi o médico que describió inicialmente um tumor específico das vias biliares.
As vias biliares se dividem anatómicamente em intra-hepáticas e extrahepáticas.
Dentro das extrahepáitcas, distinguimos a via biliar principal direita, a esquerda e o colédoco (surge da união das duas anteriores).
Quando um tumor maligno das vias biliares (colangiocarcinoma) acontece no local de união da via biliar principal direta e esquerda falamos de TUMOR DE KLATSKIN ou COLANGIOCARCINOMA HILAR (o hilo é, precisamente, o local de união da via direita com a esquerda).

Dr. Juan Carlos Mellídez Barroso

Oncologista

Oiã

Adenocarcinoma é uma palavra composta de outras duas:
- Adeno: Glândula
- Carcinoma: Tumor maligno.
Por tanto, adenocarcinoma é um tumor maligno que se origina em órgãos que tem capacidade de secreção (intestino, estômago, pâncreas, alguns casos de pulmão...).
Ulcerado é o carcinoma que, por motivos de erosão, traumatismo ou presença de ácido (no estômago, p. exemplo), perdem parte da sua superfície e apresenta uma "ferida", que é, precisamente, a ulceração.
Atenção, não confundir adenocarcinoma ulcerado (tumor maligno com uma erosão superficial), com úlcera (erosão da pele o do interior de um órgão oco mas sem características de malignidade). Há muitas úlceras que não são malignas.

  • Obrigado 0
  • 1 especialista está de acordo

Dr. Juan Carlos Mellídez Barroso

Oncologista

Oiã

{0}{1}
Para um melhor serviço utilizamos cookies próprios e de terceiros. Ao continuar aceite nossa política de cookies. Mais info. X